publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 22 Março , 2019, 07:33

54515544_10157266003139309_3221211929968115712_n (1).jpg

 

Vila Cova, nos dias 6 e 7 de abril, vai ser palco de sentidas manifestações religiosas, inseridas no período religioso que atravessamos.

Na noite do dia 6, a partir das 21 horas, na Igreja Matriz, formar-se-á o corpo da Procissão da Senhora das Dores, que seguirá em direção à Igreja da Misericórdia na Praça, seguindo o trajeto da Rua Direita, entrando na estrada em direção ao café da Dª Zira, desviando aí para a esquerda, descendo a Rua da Santa Casa da Misericórdia até entrar na Praça.  Aí, o andor da Senhora das Dores ficará recolhido na Igreja da Misericórdia até ao dia seguinte.

No dia 7, a Eucaristia tem hora marcada para as 16 e 30, com celebração pelo Padre Daniel Rodrigues, que presidirá a todas estas manifestações religiosas.

Após a Eucaristia, organizar-se-á a Procissão dos Passos do Senhor, com o andor de Cristo Crucificado a percorrer o trajeto habitual das Procissões em Vila Cova, ainda que o local de inflexão de retorno esteja apontado para o sítio do edifício da União de Freguesias.

Esta Procissão apresentará na Praça um clímax de religiosidade muito sentido, quando ocorrer o encontro de Cristo Crucificado com Sua Mãe, a Senhora das Dores, com Sermão proferido no enquadramento deste momento.  

Entretanto, durante a Procissão, outras manifestações irão suceder, nomeadamente o cântico de teor muito dramático e dolorosamente triste da Verónica e os cânticos de uma riqueza harmónica surpreendente, até pela sentimentalidade que transmitem, das três Marias.

A Procissão terá o seu epílogo na Matriz, onde, entretanto, é aguardada, com grandes expetativas, a encenação trabalhada pelo Grupo “Os Gorgulhos” sobre os momentos trágicos da agonia de Cristo no Calvário.

Várias são as Irmandades que se incorporarão, em formação, na Procissão, estando a da Santa Casa de Misericórdia de Vila Cova de Alva convocada para o efeito, a fim de se apresentar na sua máxima força.

Uma grande jornada de religiosidade, a ser vivida em Vila Cova, e que por certo arrastará ao seu reduto muitos forasteiros.

 

Nuno Espinal

 

 


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Março 2019
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11

17
18
19
20

24
28
30

31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds