publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 30 Junho , 2019, 19:58

IMG_6991.JPG

Talvez que muitos não tenham refletido sobre esta evidência. Mas, de há uns anos para cá, a área geográfica da União de Freguesias de Vila Cova e Anceriz tornou-se o centro privilegiado do Teatro no concelho de Arganil. Somem-se as sessões de teatro nas respetivas localidades desta área e a conclusão não pode ser outra, comparando com as realizações noutros locais do Concelho, incluindo a sua própria capital.

Tudo isto se deve à ação de um casal que rumou para estas bandas, já lá vão uns dez ou mais anos. O casal Silvino Lopes e Fernanda Santana, que fundou o Grupo de Teatro “Os Gorgulhos”, instalado em Anceriz, mas com ação ensaística em Vila Cova, concretamente no Salão de Espetáculos da Casa do Povo.

Este fim de semana, graças aos “Gorgulhos”, Vila Cova foi palco do “II Encontro de Teatro Amador”, que trouxe até ao Salão da Casa do Povo dois grupos, nomeadamente, o Grupo de Teatro dos Trabalhadores da Câmara Municipal de Odivelas, com a peça "Circo! Espécie de Saltimbancos" e o Teatr'UP, de Pinheiro de Loures, que nos trouxe a peça, em estreia, "Milagre na Aldeia dos Cucos".

O grupo de Odivelas atuou sábado à tarde, com uma divertida peça, envolvendo o ambiente do Circo, com momentos de muita graça, dirigida a um público alvo fixado nas crianças, mas também a proporcionar aos mais velhos momentos de muita fruição.

Já antes, ainda sábado, tinham atuado os Gorgulhos com a peça “O Pastor e as Ovelhas”, que levou ao palco, para além dos atores dos “Gorgulhos”, crianças e adultos residentes na área da União.

Na sexta, à noite, atuaram os atores dos Gorgulhos, com a peça, já exibida em Vila Cova, “Se Calhar não é Chá”.

Por fim, sábado à noite, tivemos a atuação do Grupo de Pinheiro de Loures, com uma comédia que captou gargalhadas do muito público que ocupou as cadeiras do Salão da Casa do Povo. Uma peça a retratar o ambiente representativo de uma aldeia, com figuras típicas, como o candidato à Presidência da Junta de Freguesia, de profissão barbeiro para enfatizar a figura do político, a coscuvilheira, o padre, o sacristão e outras personagens que compuseram um quotidiano, de tramas e tramoias em torno da figura de um tal Santo Aleixo que dialogava com as diversas personagens.

Com esta peça terminou, com grande êxito, este “II Encontro de Teatro”, que promete continuar  na senda do sucesso, com a perspetiva de novos “Encontros” que contribuirão para a elevação cultural das localidades da União de Freguesias de Vila Cova e Anceriz.

Parabéns aos “Gorgulhos” por mais esta realização. Que sejam olhados com a dignidade e respeito que merecem. E também com o apoio que lhes é devido.

 

Nuno Espinal  

IMG_6831.JPG

IMG_6836.JPG

IMG_6861.JPG

IMG_6862.JPG

IMG_6865.JPG

IMG_6882.JPG

IMG_6923.JPG

IMG_6940.JPG

IMG_6954.JPG

IMG_6966.JPG

IMG_6987.JPG

 

  

 


comentários recentes
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Só para salientar o segundo golo do COJA é perfeit...
No Facebook está o vídeo do segundo golo caso algu...
Parabéns à Clarinha. Também tenho uma neta, que se...
Junho 2019
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
15

17
19
20
22

23
25
26
27
29



pesquisar neste blog