publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 26 Dezembro , 2017, 00:08

IMG_4420.JPG

 

Entre o Natal vivido extra paredes residenciais e o Natal, quase por inteiro, vivido dentro de casas da aldeia, medeia um tempo de alguns anos.

Em Vila Cova havia a Missa do Galo, depois a reunião na Praça em torno do Cepo que mitigava o frio da noite, o cortejo de oferendas, a ocorrer no próprio dia 25, que culminava com o famoso leilão, com receita a reverter para a Igreja.

E havia povo, muito povo nas ruas.

Nos dias de hoje as ruas são um silêncio, um quase vazio mesmo, que contrasta com a memória de imagens dos Natais de outrora.

O cepo ainda arde, graças ao esforço de uns três ou quatro bravos. Mas, arde quase sozinho, de quando em quando com a companhia de um ou outro passante, mas não mais do que isso.

Houve a Missa Natalícia, celebrada por um padre missionário de Angola, o beijo ao Menino Jesus, ato com fortes ligações sentimentais ao passado.

Mas, aparte a manifestação religiosa, a intensidade natalícia teve o seu ponto mais marcante nos fartos repastos da consoada.

Uma curiosidade a reter: uma “Árvore de Natal”, frente ao edifício da Casa do Povo, com expressão de “Arte Modernista”. Pequenos troncos escurecidos pela queima dos incêndios a estruturarem-se em pirâmide, e adereços simbolizantes da natureza, compondo a figura de um simbolizado pinheiro, a suportar um mocho ali alcandorado.

Interessante esta imagem, a tipificar um tempo diferente.

 

 

Nuno Espinal

 

IMG_4413.JPG

 

IMG_4376.JPG

IMG_4383.JPG

IMG_4372.JPG

IMG_4379.JPG

 


António Madeira a 27 de Dezembro de 2017 às 22:51
Na minha aldeia - Torroselo -, o leilão de oferendas realizava-se no Domingo seguinte ao Natal. As ofertas do Menino Jesus também revertiam para as obras da Igreja. Já não temos padre residente - a Casa Paroquial há muito que não tem inquilino -, nem Missa do Galo, nem leilão de oferendas, nem população para encher a Matriz. Resta a fogueira no Largo de Santo António, que alguns (poucos) corajosos mantêm acesa.

comentários recentes
Adorei esta peça, obrigada por esta comedia e por ...
Faz sentido esta ideia da Aprendizagem Cooperativa...
sentimentos a sua família. dalila trindade costa p...
Parabéns à Flor do Alva pelo centenário que acaba ...
Visão esclarecida e preocupada de um preclaro cida...
parabéns Dª Lucília silva tudo de bom
também para si um bom ano novo senhor Nuno Espinal...
Obrigado, um bom ano também para si, Um grande abr...
Partilho, caro Espinal. Um bom ano, amigo
Na minha aldeia - Torroselo -, o leilão de oferend...
Dezembro 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

12
14
16

17
20

24
25
28
29

31


pesquisar neste blog