publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 20 Junho , 2020, 08:12

puppy-4836115_960_720.jpg

I

 

Hoje faço anos!

Sou Rei!

 

Sento-me em cadeirão real

Envolto em tochas flamejantes.

 

Sem coroa

Mas sou Rei!

 

Lembranças, mimos, saudações, felicitações,

E oiço: que venham muitos, muitos anos!

 

Ah, sim, gosto!

Ainda que um efémero Rei,

Um falso reizinho,

Mas, gosto.

 

Hoje sou Rei!...

 

II

 

Faço anos!

Sou Rei!

 

E há um cão.

Um cão vadio,

 

Que ternura no olhar!

 

Não resisto,

Chamo-o, agacho-me, carícias,

Afagos, mimos,

Encosta-se-me ao peito,

Uma pata no meu ombro,

Duas patas,

O abraço.

 

Foi um momento!

O cão, solitário, logo se foi,

por caminho que lhe é de sempre.

Caminho de incertezas.

 

Rei, eu?

Altero o conceito:

Rei é quem, do pouco que tem,

Dá tudo o que tem.

Amor, carinho,

Sem condição.

 

O meu Rei-Cão!

O meu Cão-Rei!

 

 

 

Nuno Espinal, 20/6/20

 


comentários recentes
Boa tarde. Qual é o valor em ml de 2/5 de azeite?
Muito bem! Gostei. Contudo falta referir muitos pe...
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Junho 2020
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

15
16
17
18

22
25
26
27

28
29
30


pesquisar neste blog