publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 07 Outubro , 2017, 17:52

IMG_0706.JPG

 

No momento da partida do Sr. Padre Rodolfo Leite partilho os seus pensamento e vontade, de resto, tão vincadamente manifestados, e que resumo numa frase que se lhe encaixa totalmente:

“Nada de lamúrias porque termino, venham, sim, sorrisos porque aconteceu”.

De facto, foram cinco anos de especiais acontecimentos, vividos, por um lado, com a celebração da religiosidade e espiritualidade sacerdotal, que com tanto esmero exerceu e, por outro, na mera vivência mundana, sempre incrustada da sua condição de Padre, destacada, entre outras, nas realizações materiais (obras nas Igrejas Matriz e do Convento) e nos convívios e confraternizações, com registos do seu humor de fino recorte e inteligência.

E pronto, Sr. Dr. Padre Rodolfo Leite. Mais, de encómios, não me vou atrever, porque o Sr., se ao pé de mim estivesse, já me beliscaria com o pedido, e uma até advertência, de me calar.

Fiquemos, então, por aqui, com alguma frustração minha, acredite.

E passemos à receção ao novo Pároco das nossas Paróquias, satisfazendo o desejo do Sr. Padre, sublinhado na amável carta que me enviou (e que se publica na integra noutro espaço deste “sítio”). Destaco, então, a este propósito, algumas das suas palavras:

“É com alegria que lhe anuncio oficialmente que o Sr. Padre Daniel Rodrigues, a partir de 8 de outubro, passará a ser o Pároco das comunidades cristãs que, até agora, eu servia, assim como assumirá a presidência da direção do Centro Social Paroquial de Coja e do Centro Social Paroquial da Benfeita. Embora seja um sacerdote muito jovem, possui já um conjunto de qualidades e capacidades que prometem um excelente desempenho da missão que lhe está confiada nesta região.”

E mais adiante refere:

“Por fim, rogo-lhe para que, na medida que lhe for possível, continue a boa e sã colaboração, agora com o Senhor Padre Daniel”.

Pode crer, Sr. Padre Rodolfo Leite, que cá estarei e cá estaremos todos para receber o Sr. Padre Daniel Rodrigues de braços abertos, augurando-lhe uma feliz prestação pastoral, a que os paroquianos se renderão, disso estou certo, com a Fé que os particularizam e, ao mesmo tempo, recetivos a um recíproco convívio, nestas passagens temporais, de que devemos buscar uma partilha que seja a mais feliz possível.

Eu sei que a palavra despedida, neste contexto, não é de todo da sua preferência. Mas, permita-me que a utilize só para dizer: a sequência de uma despedida é sempre um novo ponto de partida. Do Sr. Padre para com novos paroquianos e de todos nós, nesta nossa região beirã, para com o Sr. Padre Daniel.

Benvindo seja Sr. Padre Daniel! Muitas felicidades Sr. Padre Rodolfo! E de facto, não tem sentido, neste acontecimento que é a sua partida para outras paróquias, a palavra despedida. Tal como outro dia me dizia ao telefone “se quer utilizar a palavra despedida, então que a nossa despedida seja motivo para muitos futuros reencontros”. Claro que sim, Sr. Padre Rodolfo. Reencontros comigo e com muitos de todos nós.

 

Nuno Espinal


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Outubro 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

15
16
18
21

25
27
28

30


pesquisar neste blog