publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 05 Março , 2015, 14:29

276735_Papel-de-Parede-Mulher-em-Um-Mar-de-Agua-Cr

 

Solitário

Fui ilha e ermo de longínquos horizontes,

Livres de muros 

Em espaços puros.

 

Rendido à fantasia

Pairei em brisa do acaso, aroma de maresia.

E no meu sonho bailaste,

Suaves embalos em mar quase chão

E velas serenas de caravelas a rumar

Em ventos de paixão

 

Fui, na ebriedade,

Distante aos clamores da cidade

 

Lá fora diziam: - É carnaval

Supérflua imaginação!

 

Antes o fantástico do meu Sonho

 

E no meu sonho bailaste em mar de coloridas serpentinas

O teu corpo em requebros

E movimentos libidos de sereias bailarinas.

 

Nuno Espinal  (Coimbra, Fevereiro, 2015)


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Março 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9

17
21

25

30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds