publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 04 Junho , 2019, 22:24

Scan (1).jpg

 

Com o título "Mostra de Sabores e Lavores deu a conhecer o que de melhor se faz na região" a jornalista Isabel Duarte assina um artigo no Diário "As Beiras", que foi publicado ontem, segunda-feira, e que transcrevemos:

Foi com a atuação do Rancho Folclórico “As Flores”, de Casal de S. João, que terminou ontem, domingo, a X Mostra de Sabores e Lavores Tradicionais, que decorreu em Vila Cova de Alva, concelho de Arganil, durante três dias.

Numa organização da União de Freguesias de Vila Cova de Alva e Anceriz - com o apoio do Município de Arganil e das Instituições locais – para além de grupos culturais da região, participaram 25 expositores, que aproveitaram a iniciativa para vender os seus produtos, sobretudo gastronómicos e artesanais.

João Gonçalves, secretário da União de Freguesias, começou por destacar que, para além da população local, estiveram presentes neste certame alguns visitantes que se deslocaram a Vila Cova de Alva, apresentando “o que de melhor têm para oferecer”.

 

Gentes da terra

Paulo Amaral, Presidente da União de Freguesias, começou por referir que esta iniciativa é sobretudo “uma forma de dar a conhecer as nossas gentes”, lembrando que, quando o seu executivo tomou posse, em 2017, “pensámos em dar um ânimo diferente à mostra” e “temos feito algumas alterações que têm sido bem-sucedidas, tanto pelos expositores como pelo público”, assegurou. Agradecendo a quem “iniciou este evento” o presidente da União de Freguesias considerou que “é muito importante para Vila Cova de Alva, para a União de Freguesias e para o concelho”.

Por sua vez, Luís Almeida, vereador da câmara municipal, congratulando-se por se ter assinalado “uma década de um evento que já marca a nossa região”, constatou que esta mostra “há muito que extravasou as fronteiras da União de Freguesias” e “é uma marca do nosso concelho que prima por ter tido ao longo dos anos uma série de melhorias”, sublinhou.

Ressalvando, no entanto, que “a sua matriz mantém-se, o vereador da autarquia arganilense afirmou que “continuamos a potenciar os nossos expositores, os sabores e a arte de fazer, que tanto enriquecem o nosso concelho”.

 

Fotos de Nuno Espinal

Refira-se ainda que, no decorrer deste evento, esteve patente, na Igreja da Misericórdia, uma exposição de fotografias, da autoria de Nuno Espinal, alusiva à história da Sociedade Filarmónica Flor do Alva. Explicando que nesta exposição estiveram patentes fotografias  que vão desde a sua fundação até aos nossos dias, o provedor da Misericórdia de Vila Cova de Alva apresentou um brochura onde fez “uma breve resenha histórica com depoimentos de dois antigos dirigentes da banda, Rogério Fernandes e Alfredo Antunes, e que terá continuidade em futuras edições da mostra, com depoimentos de outros elementos que podem dar-me informações da Filarmónica”, adiantou.


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Junho 2019
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
15

17
19
20
22

23
25
26
27
29



pesquisar neste blog