publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 09 Setembro , 2021, 19:40

grupo desportivo0001.jpg

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 09 Setembro , 2021, 17:12

grupo desportivo0002.jpg

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 06 Setembro , 2021, 19:29

Santa Casa da Misericórdia de Vila Cova de Alva

Instituição Particular de Solidariedade Social

 

 

CONVOCAÇÃO

 

 

Nos termos do disposto no artigo 24º, alínea 1, dos Estatutos, convoco a Assembleia Geral da Santa Casa de Misericórdia de Vila Cova do Alva a reunir em sessão ordinária, no edifício do Centro de Dia de Vila Cova do Alva, no dia 19 de Setembro de 2021, pelas 15:00 horas, com a seguinte ORDEM DE TRABALHOS:

 -Análise e votação do Relatório e Contas do ano 2020;

-Outros assuntos de interesse.

 

-Não comparecendo número legal de sócios para que a Assembleia Geral possa reunir em primeira convocação, convoco, desde já, a mesma Assembleia Geral para reunir, em segunda convocação, no mesmo local, no mesmo dia, às 16:00 horas, com a mesma Ordem de Trabalhos, deliberando, então, com qualquer número de sócios presentes.

 

 

Vila Cova do Alva, em 3 de setembro de 2021

 

 

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral

 

 

José Manuel Oliveira Alves


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 30 Agosto , 2021, 22:14

AGRADECIMENTO

A Flor do Alva saiu pela primeira vez à rua dia 14 de agosto de 2021,ao fim de um ano e meio de inatividade. Para nós, instituição, o dia foi vivido com muita expectativa, ansia e com muitas emoções à flor da pele. Foi com muito agrado que nos apresentámos publicamente, mas foi ainda mais surpreendente e inexplicável a forma calorosa, acolhedora e entusiasta como fomos recebidos por todos vós.

No entanto, para que tudo isto fosse exequível, temos de prestar o nosso agradecimento a todos os que nos ajudaram.

Reconhecemos também o esforço e envolvimento da União de Freguesias de Vila Cova de Alva e Anceriz, sempre dispostos e interessados em colaborar connosco. Obrigado por toda a ajuda neste dia.

Agradecemos também à Direção da Casa do Povo de Vila Cova de Alva pela cedência do espaço e à Santa Casa da Misericórdia de Vila Cova de Alva por todo o apoio e disponibilidade.

Endereçamos também uma palavra de gratidão para com os músicos/amigos da Lousã que nos vieram auxiliar neste momento de aperto. Esperamos que tenham gostado da nossa aldeia, da nossa companhia e que se tenham sentido tão bem na nossa presença como nós nos sentimos na vossa!

Infra expomos os amigos e sócios, que dignamente nos fizeram chegar os donativos, que fizeram com que o evento tivesse um saldo positivo após a liquidação de todas as despesas, incluindo estantes, candeeiros e gratificação aos músicos.

Por fim, não há palavras para agradecer a camaradagem e união estabelecidas entre nós, instituição, e entre vós, amigos, vilacovences e sócios.

Não podemos deixar de expressar uma palavra sentida e emotiva por nos terem recebido tão calorosamente, por terem participado no nosso evento, por estarem sempre do nosso lado, por nunca nos virarem as costas e por estarem sempre determinados a encorajar-nos e a atenderem aos nossos pedidos.

Muito obrigada, foi uma honra e um triunfo!

 

                                                                                         A Direção

 

 

 

 

 

Nome

União das Freguesias de Vila Cova

Isabel Maria  Silva Maldonado Cordeiro

Maria da Conceição Leitão

Carlos Lisboa Nunes

Artur Jorge Correia Leitão

Jean Gray / James Gray Douglas

Alumínios Dupema, Lda.

José Manuel Oliveira Alves

Margarida Mendes Madeira

Carlos Oliveira

José Artur Leitão da Costa

Grupo Fun. Abel Fernandes e Funeraria do Alva

Isabel Maria Neves Madeira

Mota Seguros (Fidelidade)

Fernando Vicente

Nuno Espinal

Fernando Jorge Pessoa

Elisabete Vieira Lourenço / Saul Ribeiro

Manuela Mendes Madeira

Maria da Graça Moreira Ferreira de Morais

Antonio Gabriel Almeida

Sonia Martins Santos

Elsa Leal

Maria do Rosário Martins

 

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 16 Agosto , 2021, 01:39

20210814_220020 (2).jpg

Com os devidos cuidados, que a pandemia impõe, Vila Cova, este último sábado, foi presenteada com três eventos lúdico/culturais que chamaram público ao largo a Praça, onde atuou o Grupo X Criações, integrado numa organização das Adxistur, com o apoio da CMA, e ao largo das Tílias, com um concerto da Filarmónica Flor do Alva e o show de Ruizinho, que com os seu acordeão e voz cantou, ao estilo desgarrada, quadras populares, sempre inseridas numa temática actual e l neste eespetáculosocal, tendo dado oportunidade, em tom de desafio, de ser respondido por alguns dos presentes.

Todos os intervenientes, nestes espectáculos, foram muito aplaudidos pelo público presente.

20210814_225327 (1).jpg

238528083_879046216044598_8217605795254550545_n (1).jpg

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 10 Agosto , 2021, 01:16

IMG-20210808-WA0005-003.jpg

É Agosto e a Malta não falha. Ainda faltam alguns, é certo, mas os que já cá estão animam o ambiente da aldeia, ora em divertidas “conversetas” na esplanada do Café das Tílias, ou nas passeatas com início em S. Sebastião e que, percorrendo a principal via da aldeia, a estrada, têm o seu objectivo no imprescindível “escuro”.

Sábado a Malta vai aplaudir, com a sua alegre presença, o concerto da nossa Flor do Alva e a voz popular do Ruizinho de Penacova, com a sonoridade bem “portuguesinha” do seu acordeão.

E o Ruizinho bem poderia cantar “o meu querido mês de agosto”. É que a Malta sentiria esse momento como seu, já que agosto sempre lhes foi um mês querido, com Vila Cova em pano de fundo.

E que o seja por muitos anos.

 

Nuno Espinal

 

IMG-20210808-WA0003-004.jpg

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 20 Julho , 2021, 20:06

D Res. 2021.pdf 1_page-003.jpg

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 20 Julho , 2021, 17:22

P Ajuda Miradouro (1)_page-002 (5).jpg

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 13 Julho , 2021, 22:20

R.jpg

 

A Comissão da Liga Regional Vilacovense conseguiu através da Associação Portuguesa do Ambiente (APA), obter cópias da Licença atribuída em 1997 à Hidroeléctrica do Alva - em Avô. Esta licença concedida após Estudo de Impacto Ambiental, determina as condições a que a dita empresa está obrigada na utilização das águas do rio Alva.

Por ser um documento importante, a Comissão enviou cópia para a União de Juntas de Freguesia de Vila Cova de Alva e Anceriz, e para a Câmara Municipal de Arganil, organismos autárquicos que careciam desta documentação e doravante a podem utilizar na defesa do rio Alva.

Alguns pontos cruciais:


4 e) Respeitar o período de funcionamento da instalação, fixado no Estudo de Impacte Ambiental, o qual é de 7 meses por ano, entre os meses de Outubro a Abril.


5a) (...) garantir o caudal ecológico de 0,5 m3/s, a debitar através de dispositivo próprio para o efeito, sempre que o regime natural da corrente o permita.

 

 mais informações em :

 https://ecosdoalva.wixsite.com/alva/post/licença-do-alva-obtida-na-apa

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 09 Julho , 2021, 00:28

x2013-587854952-2013020901808.jpg_20130209.jpg.pagespeed.ic.7IPuvp12AV.jpg

Acordei! Pela matina, um destes dias, em início do verão.

As pálpebras, depois de um sono profundo, pareciam coladas e a custo a rasgar resquícios do escuro da noite, como cortinas fechadas que teimam em não querer o extremo da vidraça.

Coimbra? Vila Cova?

Com as pálpebras já meio abertas e a perceção quase em pleno, descortinei uma janela.

Ah, sim, a janela do meu quarto. Do meu quarto em Vila Cova.

A madrugada clareava, ainda que o sol continuasse escondido na sua imensa toca da noite.

Entrego-me à madornice por algum tempo.

Depois, já desperto, subo degraus e eis-me frente à varanda.

De caminho olho uma pilha de livros, entre eles, poemas de Alberto Caeiro.

E da memória sai-me este verso:

Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver do Universo…

E digo:

Da minha varanda vejo quanto da terra se pode ver do Universo…

A minha varanda é um mundo.

Em frente o casario branco, paredes com reboco, cal e tinta a capearem as entranhas em xisto.

Depois, campos verdes e as árvores a traçarem lá ao fundo a linha do horizonte.

E imagino outros horizontes, e mais campo, árvores, aleias, cidades, grandes cidades, países.

Olho para o horizonte e vejo a abóboda, vejo o céu.

O sol a lua, planetas, estrelas, constelações, a via láctea…

E imagino galáxias, vários triliões, dizem cientistas, cada uma delas com centenas de bilhões de astros.

Que dimensão esmagadora, a deste Universo, sempre em expansão, que está mesmo para além da nossa imaginação.

E, nós, humanos, qual a nossa dimensão neste inefável Universo?

Aparentemente quase nula a nossa presença, em cenário em que nos assemelha a um pontinho, em triliões.

Pensar no tamanho do Universo é reflectir sobre a nossa insignificância.

Entretanto, neste emaranhado de ideias surge, em calçada vinda do chafariz de S. Sebastião em direcção ao Calvário, uma senhora idosa, com uma braçada de flores, com as cores realçadas pelo sol que já raiava.

Grande esforço a empurrar o corpo, pernas a passo demorado e mais demorado na subida da calçada.

Viu-me na varanda, saudámo-nos.

E disse-lhe: lindas as flores.

E disse-me: Gostaria de lhe dar uma. Se puder chegar cá abaixo…

Não me deu uma, deu-me várias flores, hortênsias e rosas.

Fiquei embevecido com o gesto. A Senhora da Flores!

Pessoa simples, senhora que se escondia de protagonismos e de muitas das coisas da vida, vim a sabê-lo, e de uma extrema bondade.

A Senhora da Flores!

Naquele momento o Universo perdeu toda a grande dimensão que lhe atribuí. Tornei-o frio e vazio.

Cheio, sim, o planeta Terra. De gentes, gentes com alma, espírito, com consciência, que se amam mas também que odeiam.

Com Virtudes, mas também com pecados.

Como a Senhora das Flores, como todos Nós.

 

Nuno Espinal


comentários recentes
Caro Dr. NunoFoi sem dúvida uma tarde e uma noite...
Sinceros sentimentos pelo falecimento do Tó Man...
Não foi de Covid
DISTÂNCIA/SEPARATISMO DOS PARASITAS-HORRORIZADOS c...
Foi de Covid-19?
Caro Sr. Avelar: obrigado pelo seu comentário. Apr...
As nossas condolências para a família toda.Frenk e...
" Ser Poeta ė ser mais alto...(Florbela Espanca)Qu...
Caro Nuno: Gostei muito. Aliás não esperava outra ...
Demasiado jovem para partir.Que descanse em paz.
Novembro 2021
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
20

21
22
23
25
27

28
29
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds