publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 01 Janeiro , 2014, 19:48

 

 

Estalejaram foguetes, ouviram-se doze disparos de arma de caça, alguém fez banzé com latas, zoaram chocalhos…e pronto! Na rua foram estas as ocorrências que marcaram a passagem do ano em Vila Cova.

Claro, dentro das casas a “minha gente” também confraternizava. Mas, aí, não é preciso ser bruxo para adivinhar que as manifestações eram essencialmente pantagruélicas.

A noite, naturalmente fria, foi forjada por algum nevoeiro. Não dos mais cerrados, mas o suficiente para cercar Vila Cova de uma cortina a impedir o estender da visão. E olhando a bruma, alguém comentava:

-Pode ser um bom prenúncio! Quem sabe? Talvez em 2014 nos surja um “desejado”!

E mais não disse. Em noite de festa este anseio sebástico poderia gerar conflitualidades.

 

Nuno Espinal


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Janeiro 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9

15

24

30


pesquisar neste blog