publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 19 Julho , 2013, 00:13

 

Escuridão de que provenho,

Amo-te mais do que à chama

Que limita o mundo

Enquanto brilha

Para qualquer círculo,

Fora do qual nenhum ser sabe dela.

 

Mas a escuridão aperta tudo a si:

Figuras e chamas, animais e a mim,

Tais como os arrebata,

Homens e potências.

E pode bem ser que qualquer força imensa

Se mova ao pé de mim.

Eu creio em noites.

 

Rainer Maria Rilke (poeta alemão)

 

Foto: NE (Bairro de S. Sebastião, Vila Cova de Alva)


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




comentários recentes
Muito bem! Gostei. Contudo falta referir muitos pe...
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
Julho 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11

16
18

23
26

28


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds