publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 08 Julho , 2013, 22:55

Estou em Vila Cova desde ontem, Domingo. Precavido dos tórridos calores que nos abrasam, tenho-me refugiado em casa.

De resto, a idade já me coíbe de eventuais veleidades de desprezo à canícula.

Confortado na fresquidão do interior das paredes (antigas) de pedra, recebi, hoje, a visita de uma funcionária do Centro de Dia que, no seu périplo de entrega dos almoços do “apoio domiciliário”, aproveitou o giro e trouxe-me uma papelada para assinar.

Quando lhe abri a porta senti um estrondoso e duplo baque pelo bafo infernal do exterior e pelo seu ar afogueadíssimo, como de alma penada. Pouco mais me disse que isto: Ui, que calor!

E lá se foi e eu, na fresquidão da casa, cá me fiquei. Mas dei por mim a pensar: Uma profissão que não é fácil e um ordenado mínimo em retribuição.

Sim, já sei! Quantos, no contexto atual, não desejariam estar no lugar dela, quantos não desejariam, apesar de tudo, esta profissão!

É verdade. Mas, também é verdade que muitos, por pouco mais ou até por quase nada, recebem chorudos e apetrechados euros.

E os que recebem milhões em provados crimes de corrupção? Sim, claro, todos pensamos no caso” BPN”. E não só, é bem de ver.

E ei-los a banharem-se em águas de locais paradisíacos, com negócios frutuosos em Cabo Verde e outras paragens.

Hoje um ex-ministro chinês foi condenado à morte, por ter desviado, nas suas funções governativas, cerca de oito milhões de euros.

Não sou pela pena de morte acreditem. É um princípio para mim capital. E mais: Na minha ideologia o princípio é, impreterivelmente, irrevogável. Irrevogável mesmo!

Mas, permitam-me o contradito: Do chinês não tenho pena! Ainda que reconheça o azar que o homem teve. Mesmo um grande azar: Não ter sido ministro em Portugal!

A esta hora, porventura, estaria no Brasil, apetrechado de atrativos dólares e ostentando, entre dedos, um cubaníssimo charuto, enquanto outros dedos viajariam nos espaços ondulantes de um escultural corpo, propriedade de uma “ boazona” fêmea.

 

Nuno Espinal


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Julho 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11

16
18

23
26

28


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds