publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 27 Abril , 2013, 00:19

Por finais de Novembro de 2008, uma noite houve em que do chafariz de S. Sebastião desapareceram dois dos pináculos laterais que encimavam a sua cornija.

Dos larápios e do paradeiro das peças roubadas nunca nada se soube. O roubo não deixava qualquer rasto.

Apesar de delapidado, o chafariz nunca terá perdido, de todo, a sua graça. Mas, quando o olhávamos, com os olhos da memória, era evidente a falta dos pináculos.

Eis, que, entretanto, o chafariz de S. Sebastião, por obra da Junta de Freguesia, regressa de novo à sua velha fisionomia. Novos pináculos, réplica dos anteriores, já lá estão.

Branquinhos que são, até parecem bem diferentes dos originais. Mas a passagem do tempo há-de escurecê-los. E quando isso acontecer, quem da história não souber, nunca há-de imaginar que os dois pináculos laterais têm uns bons anos a menos que o pináculo central, osso, este, por se lá manter, aparentemente bem mais duro de roer, já que a ladroagem nunca o ousou desafiar.  

E que não ouse. Porque se apanhados forem há em Vila Cova quem, de valentia, não destoe do João Brandão. E, amigos do alheio, fica-vos o aviso: Cuidado! É que, se nessa tentação caírem, o melhor que terão a fazer é irem, antecipadamente, encomendando as vossas almas ao Criador.  

 

Nuno Espinal


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Abril 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12

15
18
19

22
25
26



pesquisar neste blog