publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 24 Março , 2013, 21:45

 

 

As primeiras palavras do Sr. Padre Dinis, a anteceder a bênção dos ramos, foram de encantamento e deslumbramento pela paisagem e magnificência do templo onde a cerimónia se realizava: A Igreja do Convento.

Chovia, entretanto. Mas, foi chuva de pouca dura. O céu mostrou a espaços o seu azul e os ramos de loureiro, oliveira e rosmaninho foram aspergidos sim, mas pela água benta com que o Sr. Padre Dinis os consagrou

Seguiu-se a Procissão dos Ramos, a comemorar a «Entrada Triunfal de Jesus em Jerusalém» que, presidida pelo Sr. António Santos, ministro ordenado da Igreja, percorreu a estrada, rua direita, adro e terminou na Matriz.

Já na Igreja e antes de dar início à celebração litúrgica, o Sr. Padre Dinis tornou a tecer elogios, desta vez à Igreja Matriz, a qual chegou a comparar, pela sua beleza e espiritualidade, a uma “Catedral”.

 

Nuno Espinal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


comentários recentes
Mais um homem bom que nos deixa. Há tempo que não ...
A perda de um amigo e a amigo da minha família, de...
Publiquei um comentário sobre o meu tio Zé, não ch...
Tio Zé Torda , descanse em paz e que DEUS o pon...
Tio Zé Torda, descanse em paz e que Deus o ponh...
Caro Dr. NunoFoi sem dúvida uma tarde e uma noite...
Sinceros sentimentos pelo falecimento do Tó Man...
Não foi de Covid
DISTÂNCIA/SEPARATISMO DOS PARASITAS-HORRORIZADOS c...
Foi de Covid-19?
Março 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

12
15


27
30



pesquisar neste blog