publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 29 Abril , 2012, 18:07

A linguagem dos críticos de Arte é por vezes incompreensível. Mas não a deslustro. Quem sou eu para tal? O certo é que, para o comum dos mortais (onde muito modestamente me incluo), a Arte que nos é mostrada ou nos sensibiliza ou não. Nas suas várias formas, naquilo que os nossos olhos veem, há sempre o tal clique que nos leva a apreciar ou a discordar. E não há volta a dar-lhe. No caso presente, o Jorge Fernandes transporta-nos para uma sensação da cor e das formas que nos apresenta, que nos faz sentir a plenitude da obra como se estivéssemos perante o próprio modelo. Será porque os locais nos dizem muito? Não creio que seja só isso. Está patente a sua veia artística, o seu enorme talento. E a prova provada são os quadros que desfilam pelos nossos sentidos. Parabéns, amigo Jorge Fernandes. Oxalá continue a ser (por muitos anos) seu incondicional admirador. Um abraço,

Quim Espiñal


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Abril 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13

15
20

22
24
27

30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds