publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 25 Junho , 2007, 23:13

Merendar a 25 de Junho
“Somos poucos mas bons”. Mas, percebi que havia uma certa nostalgia, nestas palavras soltas à brisa amena que tremelicava as ralas folhas das solitárias oliveiras da Capela do Alqueidão.
“Tá bem, tá bem, mas antes éramos muitos, mesmo muitos e não deixávamos de ser bons à mesma…quem me dera nesses tempos…”
E vieram histórias, muitas, desses tempos, “oh meninas ai que saudades…” em que o Alqueidão se enchia de gente, mulheres, cestas à cabeça, vindas da Vila, da Praça, de S. Sebastião, do Adro, Outeiro acima, homens, garrafões de vinho, toalhas estendidas, petiscos e mais petiscos, famílias, amigos, Vila Cova em peso, era uma festa.
Depois, eram os jogos, a malha, o jogo do galo, faziam-se rodas, cantava-se...a Primavera traz lindas flores, todas são lindas mas não são iguais, a Primavera vai e volta sempre, a Mocidade vai não volta mais...
Por fim a foguetada, o despique com o Barril, "eles às vezes levavam cada sova"...
Petiscaram, dançaram, lá se iam divertindo. Depois, chegou a hora da retirada.
O Alqueidão ficou vazio. Por pouco tempo. Outros viriam a continuar a tradição.
 
 
 
Nuno Espinal/Carla Marques

comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Junho 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

14




pesquisar neste blog