publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 27 Novembro , 2011, 18:15

O fado tem tido períodos de altos e baixos. Viveu momentos de quase banimento, como no período imediato ao 25 de Abril, para viver agora um período de grande glória com a sua classificação em Património Imaterial da Humanidade.

O seu percurso, de cerca de dois séculos, enraíza-se em África, Brasil e nas “modinhas portuguesas”. Criou estrutura e um seu ramo gerou-se de Lisboa e outro de Coimbra. Há quem o reclame de exclusivamente nacional. Que seja, ainda que, eternamente e com toda a propriedade, todos os referenciemos ou como Fado de Lisboa ou Fado de Coimbra.

No dia de hoje, vinte e sete de Novembro, vou chamá-lo, simplesmente, “Fado”. Orgulhosamente “Fado de Portugal”.

 

Nuno Espinal

 

 


Luís Paulo Rodrigues a 28 de Novembro de 2011 às 15:27
O fado é património mundial. É um grande desafio e uma grande oportunidade para vários responsáveis do Governo português, nomeadamente da Cultura, da Economia e do Turismo. Tal como no fado, também na economia e no turismo só quem tem unhas é que toca guitarra.“

comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Novembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11

14
18

26

28


pesquisar neste blog