publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 12 Maio , 2011, 02:19

 

Um gira discos a toque de pilhas, uns meia dúzia “quarenta e cinco rotações”, de duas músicas em cada faixa, e eis-nos a encher as noites de Vila Cova, muitas das vezes na zabumba do “twist”.

Ancas de um lado para o outro, para cá e para lá, para a frente e para trás, a semelharem-se, nos jeitos e trejeitos, àquela coisa que as regras da decência e do palavreado decoroso impõem que aqui tratemos por cópula.   

A estrada servia, por vezes, como pista de dança. Ainda que, quando tal, rápido acontecia o encerramento da improvisada “danceteria”. Eram os carros que passavam na estrada? Qual quê? Àquela hora até já tinha passado a camioneta da carreira. O problema era outro. As pilhas não davam para mais de meia hora. E, nesses momentos de canto do cisne da musicata, o twist mais parecia um canto árabe de mesquita, em que cada nota não se cala durante uns bons cinco minutos.  

Desvanecido o baile, lá se iam os mirones, mulheres braços cruzados, olhos ainda incrédulos, homens sorriso malandro, talvez espicaçados para umas “tuistadas”, em sítio apropriado e íntimo.

E nós, estudantada, mergulhávamos no resto da noite, em passeata estrada acima, estrada abaixo.

Havia a taberna do Sr. Fernando Gabriel. Vozearia alta, a celebrar uns bons copos, bálsamos de rudezas da vida.

E sempre surgia, eufemisticamente chamado alegrote, um mais atrevido: Oh pessoal, ensinam-me a dançar o “fudiste”?

Risota geral e lá cantarolávamos com os tais meneios de ancas:

“Come on everybody, clap your hands, all you looking good!”

 

Meus queridos e queridas amigas desses tempos! Vai-se aproximando a data do nosso “encontro”. Let's twist again?

 

Nuno Espinal

 


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Maio 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13

15
21

24



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds