publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 15 Janeiro , 2011, 20:11

 

 

Pela 3ª vez sou candidato ao lugar de Provedor da Santa Casa de Misericórdia. Pela 3ª e última vez, assim o perspectivo. Vislumbro mais três anos de paixão e empenhamento com o fundamental objectivo de concretizar o alargamento das instalações do edifício do Centro de Dia, tornando mais funcional o espaço físico e os equipamentos de cozinha e melhorando a qualidade e operacionalidade dos espaços das salas de estar e de jantar.

Obviamente que o faço na companhia de demais colaboradores, alguns desde o primeiro dia em equipa comigo.

Recordo um dia do mês de Setembro de 2003 quando, em Coimbra, nas instalações da Segurança Social, a então Directora Administrativa, Drª. Inês Moura Alves, me traçou um quadro negro da situação da Santa Casa de Vila Cova e me deixou entre a espada e a parede quando peremptoriamente me ultimou: “Temos um plano de distribuição dos utentes do Centro de Dia e do Apoio Domiciliário por instituições de localidades vizinhas de Vila Cova. A única maneira de suspendermos a aplicação deste plano é termos a garantia de que alguém credível será capaz de solucionar o problema da vossa Santa Casa. O Sr. é a pessoa que nos parece capaz de nos apresentar uma proposta de viabilização dos apoios sociais que vos são concedidos.”

Não tive alternativa, dispus-me à luta. Recebi valiosos conselhos do meu amigo, Dr. Oliveira Alves, formei uma equipa. Uma Assembleia Geral Extraordinária conferiu a um grupo de irmãos, por mim liderado, plenos poderes de gestão da Santa Casa.

Os primeiros tempos foram terríveis. Dívidas e mais dívidas. Mas, fomos em frente e com apoios vários saldámos o défice e aos poucos consolidámos os activos de capital e património, substituímos o antigo “galinheiro” por instalações dignas, adquirimos terrenos e equipamentos, comprámos viaturas, informatizámos os serviço e criámos o Miradouro. Sempre com total transparência e rigor.

Sentimo-nos orgulhosos do trabalho feito. Agora serão mais três anos, assim o prevemos. Mas, ninguém é eterno e ninguém é insubstituível. É altura de outros se começarem a preparar.

 

Nuno Espinal


Anónimo a 18 de Janeiro de 2011 às 21:34
Boa noite Dr. Nuno
Quero endereçar os parabens à nova direcção da Santa Casa de Misericórdia de Vila Cova, por mais este mandato. É de facto um trabalho notável, e verdadeiramente importante para a Freguesia, e para as pessoas que nela residem.
Creio ser uma tarefa ardua e sempre sujeita à língua viperina, daqueles que hoje desdenham, mas que amanhã querem comprar. Porém estou convicto que o final falará por si!
Não quero esquecer as profissionais que nessa casa trabalham, e que com o seu brio e afabilidade, dão o conforto famíliar a muitos desses idosos.
BEM HAJAM POR TUDO ISSO!
João Silva

comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Janeiro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14

16
18
22

24
29



pesquisar neste blog