publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 19 Dezembro , 2010, 11:38

Ontem, na Igreja do Convento, senti espírito de Natal. Porque houve dádiva. Houve dádiva de todos os jovens que, como tantas vezes o têm feito, se entregaram, como intérpretes musicais, a proporcionar-nos momentos de prazer nas diversificadas melodias de Natal que fizeram ouvir, tanto na filarmónica, como no grupo de “sopro”. (Um abraço ao Sr. Artur Fonseca, um dos mais jovens de entre todos). Houve dádiva do jovem Dr. Artur Miguel Fonseca, que se dispôs à apresentação de todo o espectáculo. E que bem que o fez! Houve dádiva no encantamento do grupo de crianças que compõem o Coro Infantil, dirigidas pela entrega e espírito solidário da Liliana Lourenço e da Dora Leitão. Houve dádiva da ainda tão jovem Matilde Martinho, que constituiu o momento mais alto da tarde ao surpreender-nos, com uma voz afinadíssima e tão suave, com a “Avé Maria de Gounod”.  Eu repito: A Avé Maria de Gounod, uma famosa peça do repertório da Música Clássica ou Erudita, interpretada por uma jovem vilacovense, no canto, e pela nossa filarmónica Flor do Alva. Houve dádiva no comovente gesto de uma mãe, a mãe da Matilde, na tão simples, mas de tão alto significado, entrega de um ramo de flores a uma filha de que tanto se deve orgulhar. Houve dádiva de todos aqueles jovens vindos de Seia, que se deram ao convívio e à colaboração nesta Festa. Houve dádiva das Filarmónicas de Loriga e S. Romão que não se negaram a ceder instrumental, que tão valioso foi neste concerto. Houve dádiva de um Maestro, que será sempre um Homem dos de “H” muito grande, que uma vez mais presenteou toda uma comunidade com um trabalho que honra e deve envaidecer de orgulho toda a nossa comunidade. A comunidade vilacovense! Obrigado Maestro António Simões.

 

Sabe Maestro? Aquilo que ontem aconteceu em Vila Cova é “Cultura à Séria”, é “Cultura Viva” é cultura a que poderemos, um tanto sofisticadamente, chamar “Pró-Activa”. Tenho a certeza de que comunga a minha opinião.

 

Quanto um Senhor Presidente da República, um Senhor Primeiro Ministro, uma Senhora Ministra da Cultura, ou um qualquer Presidente de Câmara, não teriam aprendido com o concerto de ontem em Vila Cova. Porque é com esta cultura de base que poderemos um dia aspirar a sermos um país de gente razoavelmente culta. Gente culta, gente solidária, gente com o tal “espírito de natal”. Obrigado Flor do Alva! Foi linda, muito linda a Festa!

 

Nuno Espinal

 


A. Madeira a 19 de Dezembro de 2010 às 12:34
Parabéns a todos que contribuíram para esta tarde cultural em Vila Cova do Alva. As filarmónicas, não me canso de o dizer, são verdadeiras escolas da nobre arte da música. Deviam ser mais apoiadas pelas entidades oficiais.
Votos de um Santo Natal.

João Silva a 20 de Dezembro de 2010 às 08:12
Bom dia
Em relação ao que pude assistir não há duvida que estão todos de parabéns pelo magnifico espectáculo proporcionado. Foi um belo concerto de Natal.
Mas Vila Cova nesta quadra é uma aldeia muito activa já que ontem, Domingo, houve a festa de Natal para as crianças, e eu quero louvar a Junta de Freguesia pelo empenho em proporcionar mais esta linda festa para as crianças, residentes em Vinhó e Vila Cova, e também, para aquelas que embora não sendo de Vila Cova, são netas ou sobrinhas das duas aldeias, e não lhes foi esquecida a sua prendinha.
É reconfortante ver, que embora estejamos a atravessar um tempo de austeridade em que o dinheiro disponível para a Junta é tão pouco ou quase nada, de tal forma que não lhes permitiu fazer qualquer obra agendada no plano de orçamento e mesmo assim, ainda tenha conseguido uns trocos para a realização do evento e distribuído prendas aos meninos da terra, e não só,
Bem hajam pois por isso!
O dinheiro pode não chegar para as calças novas é preciso é que chegue para o baile.
FELIZ NATAL e bom ANO 2011 para todos
João Silva

Anónimo a 21 de Dezembro de 2010 às 21:52
A parte referente às às obras agendas no "plano de orçamento" era dispensável, por várias razões.
Não só porque é descabido neste contexto (o local próprio é nas reuniões de Assembleia de Freguesia e não aqui), como pelo facto de não existir um "plano de orçamento", mas sim um Orçamento propriamente dito. Ademais, há obras realizadas e outras que se estão a realizar, por conseguinte o comentário é descabido ao quadrado!!!
Por outro lado trata-se de uma festa organizada por um grupo de mães (entre as quais uma que por acaso é Presidente da Junta de Freguesia), com o apoio é certo da Junta de Freguesia.

Cumpre realçar que também se fez cultura nesta festa, e com impacto directo nas pessoas, em particular nos meninos que assim desenvolvem capacidades e qualidades que lhes podem ser muito úteis no futuro (por exemplo saber actuar em público, trabalhar em equipa,...) e que lhes melhoram a auto-estima em tempos de crise face às adversidades da vida.
O Teatro é uma nobre forma de arte, recordo a cultura Grega e Romana, em que o teatro era muito apreciado e que foram sociedades com elevados níveis de cultura e sabedoria, tendo contribuído, como é sabido, com ilústres desenvolvimentos para a ciência (a título de exemplo - o Teorema de Pitágoras-).
Por tudo isto, penso que valeu muito a pena os "Trocos" que se INVESTIRAM no NATAL DAS CRIANÇAS.

Artur Leitão a 25 de Dezembro de 2010 às 12:22
Só tenho pena que as politiquices estragam o que de bom ainda perdura nos HOMENS, viverem em armonia uns com os outros. Quem fica a perder são os meios mais pequenos, que em vezes de se unirem, remam cada um para o seu lado, dando a impressão que estamos a seguir para um só sentido.
Eu tenho um máxima para as politiquices:
Estamos à beira do abismo, mas votando em mim damos um passo em frennnnnnteeeeeeeeeee e!

Artur Leitão

ligia a 20 de Dezembro de 2010 às 10:40
Verifico com imensa satisfação que em vilas pequenas com dezenas de habitantes, se conseguem fazer coisas maravilhosas como o Concerto de Natal da Filarmónica Flor do Alva! Fazem notícia os grandes espectáculos das cidades protagonizados por artistas profissionais. Aqui, e do que se passou no Sábado na Igreja do Convento tenho a comentar a entrega de corpo e alma de pequenos e grandes, que com esforço de quem trabalha e estuda, se reune para proporcionar um Grande Concerto de Natal! À Matilde, os meus parabéns pela grande voz genuína e pura; são também destas pequenas/grandes entregas que se faz um Grande Espectáculo! Ao Dr Nuno Espinal, os meus parabéns pelo seu brilhante comentário sobre o tema...

comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Dezembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

17
18

25

27
30


pesquisar neste blog