publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 26 Outubro , 2010, 11:32

“Ah, queres ser manequim?!!! Olha, felicidades… Tens de ir à luta…”

 

A resposta não era sincera. Todos sabiam da impossibilidade. Mas ela acreditava piamente.

 

E um dia foi mesmo à luta. Um casting, bem perto da casa onde morava, numa cidade do interior.

 

Que desilusão!

 

“És linda, tens olhos e cabelo moreno maravilhosos, mas não tens altura e és um bocadito rechonchuda. Não vale a pena insistires.”

Tudo se lhe desabou em cima.

 

Foi ao espelho, onde tantas vezes se via, esbelta e bela. Via-se de frente, de trás e de lado. Tantas, tantas vezes, num auto desfile.

Agora, tudo diferente!

 

O espelho, antes tão amigo, mostrava-lhe agora um monstro.

 

Decidiu-se. Espelho nunca mais. E uma dose premeditada de barbitúricos apagou-lho para sempre.

 

Nuno Espinal


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Outubro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

16

20

24
27
28



pesquisar neste blog