publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 08 Outubro , 2010, 09:19

Quantas vezes não me zango e quase maldigo este meu destino de ser português. Agasta-me este nosso sistemático incumprimento de deveres interpessoais, o desrespeito de uns para com outros, seja em simples regras de etiqueta, de cortesia, de sentido cívico, ou até em normas estatais.

  

Como escreveu Eduardo Prado Coelho:

 

“Pertenço a um país onde a falta de pontualidade é um hábito, onde os directores das empresas não valorizam o capital humano, onde há pouco interesse pela ecologia, onde as pessoas atiram lixo nas ruas e, depois, reclamam do governo por não limpar os esgotos, onde pessoas se queixam que a luz e a água são serviços caros, onde não existe a cultura pela leitura (onde os nossos jovens dizem que é 'muito chato ter que ler') e não há consciência nem memória política, histórica nem económica, onde os nossos políticos trabalham dois dias por semana para aprovar projectos e leis que só servem para caçar os pobres, arreliar a classe média e beneficiar alguns.

Pertenço a um país onde as cartas de condução e as declarações médicas  podem ser 'compradas', sem se fazer qualquer exame, um país onde uma pessoa de idade avançada, ou uma mulher com uma criança nos braços, ou um inválido, fica em pé no autocarro, enquanto a pessoa que está sentada finge que dorme para não lhe dar o lugar, um país no qual a prioridade de passagem é para o carro e não para o peão, um país onde fazemos muitas coisas erradas, mas estamos sempre a criticar os nossos governantes e os outros.”

 

Tudo isto e muito mais é tudo muito verdade. Mas depois…

 

Assisti, na televisão, a algumas imagens em directo das comemorações da República. A certa altura toca a “Portuguesa”. Uma jovem, com um brilho nos olhos cheios de fervor e mão no coração, canta com emoção o nosso hino.

 

Raios parta, então não é que me comovi!

 

Nuno Espinal


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Outubro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

16

20

24
27
28



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds