publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 29 Setembro , 2010, 18:58

A vozearia da pequenada atraiu-me a um recinto de apetrechos próprios para a brincadeira. Baloiços, escorregas, trampolins e outros eram alegremente procurados, numa agitação e frenesim, que me fixavam um continuado sorriso de enlevo.

 

Entretanto, num banco do jardim, uma septuagenária, de vestimenta e adornos a sugerirem gente de posses, motivava uma neta, de uns cinco a seis anos, a não desperdiçar pitada do lanche, que uma serviçal, de pé, amparava.

 

De súbito, vinda não sei donde, uma outra garotita, a aparentar a mesma idade, vestidito pobre e ar faminto, com uma côdea de aspecto rijo na mão, fixou-se, olhos justificados de avidez, nas iguarias expostas. Absorta, deixou cair o calhau de pão, sem que esboçasse um gesto, o que se compreende, para o apanhar.

 

Acto imediato, a septuagenária ricaça admoestou-a, com a seguinte repreenda:

 

“Oh menina isso não se faz, pãozinho é Corpo de Cristo. Anda lá, apanha-o, beija-o e come-o.”

 

Um cão, esquelético, cheirou aquele naco empedernido, e prosseguiu caminho, ao mesmo tempo que a garota ignorava o sermão, virava costas e desaparecia.

 

Entretanto os sobejos, os do lanche, eram zelosamente guardados, enquanto o tal “Corpo de Cristo” permanecia no chão.

 

“Corpo de Cristo”?

 

"Corpo de Cristo" ou “pão que o diabo amassou?”

 

 

Nuno Espinal

 


comentários recentes
Mais um homem bom que nos deixa. Há tempo que não ...
A perda de um amigo e a amigo da minha família, de...
Publiquei um comentário sobre o meu tio Zé, não ch...
Tio Zé Torda , descanse em paz e que DEUS o pon...
Tio Zé Torda, descanse em paz e que Deus o ponh...
Caro Dr. NunoFoi sem dúvida uma tarde e uma noite...
Sinceros sentimentos pelo falecimento do Tó Man...
Não foi de Covid
DISTÂNCIA/SEPARATISMO DOS PARASITAS-HORRORIZADOS c...
Foi de Covid-19?
Setembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9

14
18

23
25

27


pesquisar neste blog