publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 04 Fevereiro , 2010, 20:36

Um dia cinzentão, tristonho. Sou levado a alguma nostalgia. Tento reagir, talvez alguma leitura, ou até alguma música. Isso mesmo, alguma música. Aleatoriamente surge uma valsa. Uma conhecida valsa de Strauss. Marco o compasso, um, dois, três… um, dois, três.  

Uma velha foto da Flor do Alva. Lá está meu avô, de chapéu, como dirigente. Um, dois, três… um dois, três e trauteia o Danúbio Azul…

Ouço-lhe a voz: “Um, dois, três… um, dois, três…anda lá rapaz…não fujas ao ritmo…”

Recordo bem, foi com meu avô que os aprendi, os compassos básicos, teria uns seis, sete anos…

Um, dois, três…um, dois, três e já cantarolamos uma velha valsa, arrancada magistralmente pelo saxofone do Sr. Augusto.

 

Nuno Espinal

 


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Fevereiro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9

15

24
27



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds