publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 09 Janeiro , 2010, 11:33

Frio, muito frio. Mas, nada de anormal. Afinal é Janeiro e, até agora, sem rudeza de registo. De resto, no aconchego da casa, uma boa lareira tudo resolve. Ah, claro, há o aquecimento central, o ar condicionado, o aquecimento a óleo e por aí fora.

 

-Ná, gosto mais do velho braseiro. E do que lhe recebo em calor do lume e calor da alma.  

 

Daí que recorde tanto o escrito de um velho prato de loiça que meus avós tinham pregado numa parede da cozinha e que liam com tanto enternecimento, enquanto o caldo verde ia ganhando gosto numa temperada panela de ferro de três pés :

 

Eu não quero mais afectos

Que o calor d’uma brasa

E o sorriso de meus netos

À volta de nossa casa.

 

 

 

 

 

Nuno Espinal

 


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




comentários recentes
Caro Sr. Avelar: obrigado pelo seu comentário. Apr...
As nossas condolências para a família toda.Frenk e...
" Ser Poeta ė ser mais alto...(Florbela Espanca)Qu...
Caro Nuno: Gostei muito. Aliás não esperava outra ...
Demasiado jovem para partir.Que descanse em paz.
Sentidos pêsames a toda a família. Muita força e c...
Boa tarde. Qual é o valor em ml de 2/5 de azeite?
Muito bem! Gostei. Contudo falta referir muitos pe...
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Janeiro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
16

19




pesquisar neste blog
 
subscrever feeds