publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 27 Maio , 2008, 00:13

 

Nas duas fotos vê-se, ao fundo, o mesmo Passadiço, que veio a dar nome à Travessa que se inicia na Praça.
De resto, retire-se o Passadiço e tudo o mais foi alterado. Os prédios subiram e taparam a vista que enquadrava a própria Igreja Matriz. Sobra, em comum, não mais que o velho cedro.
Na foto dos dias de hoje o já habitual deserto de gente e um carro, como sinal bem expressivo dos dias que correm.
Na outra foto a casa, à direita, que com traça bem beirã, xisto e granito, escada exterior, alpendre, loja do gado, desapareceu sem deixar vestígio do que foi. Cabras e galo que quase coabitavam com gente, gente na imagem a ligar-se à posteridade. Quem foram, alguém sabe?
Apenas que foram Povo. Povo de ontem, de hoje e de sempre.   
 
 
 
Nuno Espinal
 

 


comentários recentes
Mais um homem bom que nos deixa. Há tempo que não ...
A perda de um amigo e a amigo da minha família, de...
Publiquei um comentário sobre o meu tio Zé, não ch...
Tio Zé Torda , descanse em paz e que DEUS o pon...
Tio Zé Torda, descanse em paz e que Deus o ponh...
Caro Dr. NunoFoi sem dúvida uma tarde e uma noite...
Sinceros sentimentos pelo falecimento do Tó Man...
Não foi de Covid
DISTÂNCIA/SEPARATISMO DOS PARASITAS-HORRORIZADOS c...
Foi de Covid-19?
Maio 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





pesquisar neste blog