publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 17 Julho , 2020, 17:57

sjoao2 008-001.JPG

Uma notícia que deixa a comunidade de Vila Cova atordoada, pelo seu inesperado. O falecimento do Sr. Raúl Santos, vítima de um acidente de mota, pela manhã, quando se dirigia para o trabalho. Foi transportado para o Hospital Universitário de Coimbra, tendo falecido nesta unidade hospitalar durante uma intervenção cirurgica. O seu falecimento está a causar grande pesar na comunidade vilacovense e em todos os que o conheciam.

O Sr. Raúl Santos prestava serviços de andador na Santa Casa de Misericórdia de Vila Cova.

Apresentamos à família as nossas mais sentidas condolências, com um abraço muito solidário ao Bruno Santos, filho do falecido e membro da Direção da Instituição Santa Casa.

Logo que tivermos pormenores sobre as exéquias, informaremos os nossos leitores.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 17 Julho , 2020, 02:59

índice (1).jpg

Lá tive de ir. Arrastado a uma visita, a obrigar-me a um comportamento, conforme às regras da etiqueta. Minutos infindáveis, pesarosos. Uma hora a parecer um século, um pesadelo.

 

 "Oh Joãozinho, canta lá uma cantiga para os senhores.  Anda lá Joãozinho, canta! Os senhores estão à espera, vão gostar de te ouvir…"

 

 A extremosa avó, a querer exibir as habilidades do netinho. E o Joãozinho, cara de basbaque:

 

 “Eu sou o João, gosto de macarrão, dó, li, tá.

Tu és a Joana, gostas de banana, dó, li tó.”

 

 Oh destino cruel, mandassem-me antes um “pimba” dos piores, ou mesmo o Zé Cabra!

 

E a avozinha sempre a dar-lhe.

 

 “Oh Joãozinho, ouve filho, canta mais uma, os senhores estão a gostar. Ouve Joãozinho, só mais uma, anda lá filho, tens de ser bonzinho para os senhores e para a vóvó. Por exemplo, a última que sabes e que a avozinha nunca ouviu…”

 

"Não quero mais, não me apetece, já disse, não quero, não canto."

 

"Oh querido, canta lá, olha a tua vovó dá-te aquele brinquedo que tu pediste…"

 

"Dás vó?"

 

"Dou querido, está prometido, tens é de cantar para os senhores. Olha, a última que aprendeste e que a avó nem conhece…"

 

"Vou cantar:  Tim, tim, tim, Oliveira Matos no olho do – tem chatos. Tim, tim, tim, Matos de Oliveira tem chatos na pen—lheira."

 

"Ai Joãozinho, ai credo ai Jesus, ai que pecado, oh filho onde é que aprendeste isso? Ai Nossa Senhora nos valha, os senhores desculpem, ai o que o joãozinho aprendeu, ai Jesus…"

 

 Oh gente, acreditem. Reparassem em todos os meus trejeitos e perceberiam o ar de supremo gozo em que me encontrava. Claro, na altura, “noblesse oblige”, contive-me. Mas, ainda agora, há distância de uma semana, revejo o episódio e é uma barrigada de riso.

 

Quanto ao Joãozinho, sou sincero. Embirrei inicialmente com o puto. Mas mal o veja tenho de lhe dizer: “Oh João, meu sacana, és um puto fixe, um verdadeiro amigalhaço.”  

 

Nuno Espinal


comentários recentes
Caro Sr. Avelar: obrigado pelo seu comentário. Apr...
As nossas condolências para a família toda.Frenk e...
" Ser Poeta ė ser mais alto...(Florbela Espanca)Qu...
Caro Nuno: Gostei muito. Aliás não esperava outra ...
Demasiado jovem para partir.Que descanse em paz.
Sentidos pêsames a toda a família. Muita força e c...
Boa tarde. Qual é o valor em ml de 2/5 de azeite?
Muito bem! Gostei. Contudo falta referir muitos pe...
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Julho 2020
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
15
16

19
20
22
23
24
25

26


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds