publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 14 Janeiro , 2020, 16:51

Terá sido pouco explícito, mas o II texto dos "contos e recontos" publicado no "Miradouro", que tem merecido muitos elogios, é da autoria de Henrique Gabriel.

Henrique Gabriel, para além de ser um artista plástico de grande notoriedade, tem, na escrita, dotes que revelam e confirmam a sua enorme alma e sensibilidade artística.

Peço desculpa aos leitores por não ter relevado adequadamente a autoria deste pequeno conto, que expressa eloquentemente aspetos do quotidiano daqueles tempos de uma Vila Cova muito marcada pela ruralidade.

Soberbo este recorte literário no final do texto:

"E a quase todos cabia tal sorte, lá iam saindo à frente delas, desaparecendo nas ruas iluminadas por lâmpadas de 20 velas em casquilhos de porcelana que nunca percebi se serviam para iluminar ou se apenas tinham por missão dar forma às sombras."

Obrigado caro Henrique.

 

Nuno Espinal

 


comentários recentes
Muito bem! Gostei. Contudo falta referir muitos pe...
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
Janeiro 2020
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

17
18

20
21
24

27
29
30
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds