publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 29 Março , 2019, 09:01

mosta sabado 044-002.JPG

 

 

Pela segunda vez em Vila Cova, na “Mostra de Lavores e Sabores, o Grupo de Coimbra “Fado ao Centro” apresenta o seu “Fado Cruzado”, um espetáculo que propõe um encontro de sons portugueses: o Fado de Coimbra e o Fado de Lisboa.

Fados irmãos que o tempo afastou e que aqui se juntam como se dois destinos se cruzassem para nunca mais serem os mesmos. Lisboa, Coimbra … Portugal.

Em Fado Cruzado poderá ouvir e sentir o som da alma de um povo que surpreendeu o mundo com a sua capacidade de descobrir novos caminhos.

Mais uma noite mágica em perspetiva, marcada para sábado, dia 1 de junho.

 

Nuno Espinal

mosta sabado 048.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 27 Março , 2019, 00:17

6852480_7bdqH.jpeg

Na última Assembleia Geral da Sociedade Filarmónica da Flor do Alva, o associado e atual Presidente do Conselho Fiscal da coletividade, Sr. João Manuel Borges Gonçalves, apresentou uma proposta de homenagem a um associado da Filarmónica, Sr. Carlos Nunes, que mereceu a aprovação por unanimidade.

Aqui deixamos transcrito o teor da Proposta:

 

Exmº. Senhor Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Sociedade Filarmónica Flor do Alva

 

Venho, enquanto associado da Sociedade Filarmónica Flor do Alva de Vila Cova de Alva, apresentar uma proposta de homenagem a uma pessoa que se tem entregue de corpo e alma à sua Filarmónica Flor do Alva.

Desde que iniciei a minha ligação a Vila Cova de Alva mais propriamente como executante da coletividade atrás mencionada, essa mesma pessoa que desta instituição já fazia parte, sempre demonstrou carinho, abnegação, entrega, trabalho e compromisso gratuito inclusivé mesmo em horas de menos saúde pessoal e prejudicando a sua vida pessoal para em primeiro lugar servir a sua Banda.

Desde executante, associado, diretor, mas sobretudo como um grande amigo que desinteressadamente ao longo dos anos tudo tem dado à Flor do Alva, julgo ser merecedor que lhe seja feita uma homenagem ou melhor dizendo lhe seja prestado um gesto de reconhecimento que bem merece.

Ao propor enquanto associado à Assembleia Geral que esta proposta seja aprovada, gostaria que este meu gesto não seja interpretado como desrespeito por todos aqueles que desde o longínquo ano de 1918 tudo deram e continuam a dar em prol desta instituição e que merecem todo o nosso respeito e saudade pois a história não se apaga.

Assim, e apenas no sentido  deste simples reconhecimento, proponho à Excelentíssima Mesa da Assembleia Geral da Sociedade Filarmónica Flor do Alva que faça aprovar esta proposta de homenagem para que seja descerrada uma fotografia ou outro, do Associado, Ex- Executante, Ex-Diretor e Amigo CARLOS ALBERTO SILVA NUNES no interior da sede da Sociedade Filarmónica Flor do Alva junto de todos aqueles que já ali se encontram homenageados como grandes obreiros desta tão nobre instituição.

 

 

Vila Cova de Alva, 23 de março de 2019

 

 O Associado Proponente: João Manuel Borges Gonçalves, Sócio Nº 166


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 26 Março , 2019, 01:07

Correspondendo a um pedido, damos ao conhecimento a seguinte notícia:

O Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa vai levar a cabo mais um evento... Desta feita a Festa Regionalista 2019!

Desde a sua fundação que esta festa tem praticamente acompanhado a existência do grupo e desta vez não é exceção. Sempre com o objetivo de angariar fundos para a manutenção do rancho (vocacionado para trajos, utensílios, instrumentos e ajudas nas despesas de deslocação e representação), este ano o cartaz é prometedor...

Nos tempos que correm não é fácil para uma associação sem fins lucrativos sobreviver sem os seus sócios, amigos, conterrâneos e conhecidos. Por isso e numa tentativa de recordar velhos tempos em que todos se reencontravam na Casa da Comarca de Arganil para conviver, elaborámos o seguinte programa, para o dia 7 de Abril:

14h30m – Início do Baile com o Acordeonista Gonçalo Barata

15h30m – Atuação do Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa

16h00m – Atuação de Artistas - Parte I

16h45m – Leilão de oferendas

17h15m – Atuação de Artistas - Parte II

Artistas convidados: XANA CARVALHO, PACO BANDEIRA, NUNO BARROSO, RICARDO JOSÉ, SÉRGIO ROSSI, MICAELA e MELÃO.

Salientamos que este ano, e dado ao sucesso que foi no ano anterior, a Festa Regionalista será ao DOMINGO à tarde. Contudo, o local mantem-se: CASA DA COMARCA DE ARGANIL, em Lisboa.

Conjugando deste modo o Folclore e a Etnografia com Artistas Conhecidos, Convívio, Diversão e ainda Serviço de Bar e Produtos Regionais, espera-se uma grande tarde de amizade e alegria.

Venha reviver velhos tempos, venha passar um bom serão, venha ajudar o folclore e a etnografia, venha ajudar a representação arganilense em Lisboa, venha DIVERTIR-SE...
O Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa conta com a sua presença. 

A Direção

Sem outro assunto de momento e com os mais respeitosos cumprimentos,

Fernanda Neves

Secretária

351 962 919 421

rfribeiracelavisa@gmail.com

 

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 25 Março , 2019, 01:06

 

 

IMG_6035[1011] (2).JPG

 

 

Realizou-se, no passado dia 22, na sede da Associação Nacional de Municípios, em Coimbra, uma cerimónia em que 51 entidades assinaram os termos dos apoios provenientes do Fundo Recomeçar, fundo este constituído pela Santa Casa de Misericórdia de Lisboa com as receitas dos resultados líquidos da exploração dos jogos sociais vendidos na semana de 16 a 24 de dezembro de 2017.

O Fundo Recomeçar foi destinado a três dimensões, uma delas aplicada a projetos apontados à aquisição de equipamentos, desde tratores, viaturas todo-o-terreno, com ‘kit' de combate a incêndios até à construção de pontos de água, limpeza e reflorestação de zonas afetadas.

Foi a esta medida que a União de Freguesias de Vila Cova de Alva e Anseriz se candidatou com êxito, pelo que o seu Presidente esteve em Coimbra para assinar o termo de aceitação do valor de 34.397,00 Euros e da condição da execução de tanque, em betão, com capacidade de 200 metros cúbicos.

Esta cerimónia contou com a presença do Dr. Manuel Machado e do Provedor da Santa Casa de Misericórdia de Lisboa, Dr. Edmundo Martinho. que na foto em baixo está ladeado, à esquerda, pelo Dr. Nuno Espinal, Provedor da Santa Casa de Misericórdia de Vila Cova de Alva, que é parceira neste projeto e, à direita, por Paulo Amaral.

 

Mónica Ferreira

 

54727298_502261023639406_8514064827939815424_n (1).jpg

 

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 23 Março , 2019, 14:43

54516331_2215197302081008_2727849826950578176_n (1).jpg

Os atos de vandalismo perpetrados, nestes últimos tempos, na área geográfica cometida à nossa União de Freguesias, por gente maldosa e cobarde, sem a mínima consciência de moral, têm sido conversa do vulgo, que, numa tentação que lhe é peculiar, aponta suspeitos, quase sempre na velha frase encapotada com que se pretende a desresponsabilização da inculpação: "dizem para aí que foi fulano e fulano…"

Para além da necessidade de uma prova, em sede judicial, que cabe à pessoa que está a exprimir uma afirmação, o aponte de nomes, ao acarretar uma falsa acusação, pode levar o acusado a ter de suportar um injusto estigma para toda a vida.

Censuramos procedimentos deste tipo que, no entanto, são pródigos nestas ocasiões.

Contudo, ressalvando esta questão, importa analisar o problema que estes atos de vandalismo constituem, pelas repercussões que já constituem tanto no presente como, porventura, no futuro.

É o que intentamos fazer, ainda que de uma forma muito breve, já que a escrita em “blogs” assim o aconselha.

Ora, a primeira dedução que, sem recurso a grande perspicácia, se retira é a de que estes ataques vândalos são cometidos contra um único destinatário: o Executivo da União de Freguesias. Esta conclusão parte de premissas evidentes: as investidas têm como alvo património sob a jurisdição da União de Freguesias.

Trata-se, na base desta dedução, de um ataque ou de cariz político ou de cariz pessoal contra um ou mais elementos do Executivo.

Ao enveredarmos pela primeira conclusão, de resto a que nos parece mais consentânea, ao ser um ataque de natureza política, de modo algum podemos concluir da sua substância partidária, e isto porque nenhum partido da área dos que se integram legítima e legalmente no concelho alguma vez enveredaria por tais procedimentos. Bem pelo contrário, todos eles, sem exceção condenarão tais procedimentos.

O autor, ou pelo menos o grande responsável destes ataques, é um indivíduo com problemas do foro psíquico relevantes de uma grande obsessividade.

Faz bem o Executivo da União de Freguesias em participar estas ocorrência a quem de direito.

E há que ter uma atenção preocupada em relação a esta questão, merecedora de indignação e reprovação geral e que poderá descambar em ações mais gravosas no futuro.

 

Nuno Espinal

 

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 22 Março , 2019, 07:33

54515544_10157266003139309_3221211929968115712_n (1).jpg

 

Vila Cova, nos dias 6 e 7 de abril, vai ser palco de sentidas manifestações religiosas, inseridas no período religioso que atravessamos.

Na noite do dia 6, a partir das 21 horas, na Igreja Matriz, formar-se-á o corpo da Procissão da Senhora das Dores, que seguirá em direção à Igreja da Misericórdia na Praça, seguindo o trajeto da Rua Direita, entrando na estrada em direção ao café da Dª Zira, desviando aí para a esquerda, descendo a Rua da Santa Casa da Misericórdia até entrar na Praça.  Aí, o andor da Senhora das Dores ficará recolhido na Igreja da Misericórdia até ao dia seguinte.

No dia 7, a Eucaristia tem hora marcada para as 16 e 30, com celebração pelo Padre Daniel Rodrigues, que presidirá a todas estas manifestações religiosas.

Após a Eucaristia, organizar-se-á a Procissão dos Passos do Senhor, com o andor de Cristo Crucificado a percorrer o trajeto habitual das Procissões em Vila Cova, ainda que o local de inflexão de retorno esteja apontado para o sítio do edifício da União de Freguesias.

Esta Procissão apresentará na Praça um clímax de religiosidade muito sentido, quando ocorrer o encontro de Cristo Crucificado com Sua Mãe, a Senhora das Dores, com Sermão proferido no enquadramento deste momento.  

Entretanto, durante a Procissão, outras manifestações irão suceder, nomeadamente o cântico de teor muito dramático e dolorosamente triste da Verónica e os cânticos de uma riqueza harmónica surpreendente, até pela sentimentalidade que transmitem, das três Marias.

A Procissão terá o seu epílogo na Matriz, onde, entretanto, é aguardada, com grandes expetativas, a encenação trabalhada pelo Grupo “Os Gorgulhos” sobre os momentos trágicos da agonia de Cristo no Calvário.

Várias são as Irmandades que se incorporarão, em formação, na Procissão, estando a da Santa Casa de Misericórdia de Vila Cova de Alva convocada para o efeito, a fim de se apresentar na sua máxima força.

Uma grande jornada de religiosidade, a ser vivida em Vila Cova, e que por certo arrastará ao seu reduto muitos forasteiros.

 

Nuno Espinal

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 21 Março , 2019, 10:32

IMG_5296-001.JPG

Está marcada para dia 5 de maio a inauguração do atual edifício do Centro de Dia, objeto de remodelação e ampliação.

Trata-se de uma obra que veio contribuir para criar melhores condições de conforto e qualidade de serviços aos utentes, tanto do Centro de Dia, como do Apoio Domiciliário.

Pretende a Mesa Administrativa da Irmandade da Santa Casa prover o cerimonial desta inauguração da maior dignidade e afirmá-lo com uma nota de excelência.

Daí que tenha feito coincidir a data da realização desta comemoração com a data de celebração do aniversário da Irmandade da Santa Casa, o que permite a integração de cerimónias religiosas, evidenciando a ligação histórica da Irmandade com a Igreja Católica.

A Mesa Administrativa vai convidar personalidades ligadas à Administração Autárquica do Concelho, à Administração Pública, representantes da Igreja Católica, de Instituições e todos os Irmãos da Irmandade, que estejam em conformidade com os requisitos estatutários.

Deliberou ainda a Mesa Administrativa que a ementa do almoço seja só integrada de produtos endógenos, tendo sido escolhido o prato de chanfana, que será confecionado num forno a lenha que será construído no espaço patrimonial do Edifício do Centro de Dia. Os serviços de cozinha e de mesa estarão a cargo das trabalhadoras da Santa Casa.

A programação que assinalará esta comemoração é a seguinte:

10H00:  Missa celebrada na Igreja Matriz;

11H00: Procissão;

12H30: Inauguração oficial do calcetamento da Rua Luís Bento Suzano;

12H45: Inauguração das novas instalações do Centro de Dia;

13H00: Almoço;

16H00: Concerto da Filarmónica Flor do Alva.

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 16 Março , 2019, 16:30

índice.jpg

Um dos grandes problemas, que começa a ter repercussões dramáticas no planeta Terra, é a produção gigantesca de lixo, que é uma consequência dos restos considerados inúteis e desaproveitáveis, referidos como desperdícios.

Parte destes resíduos é constituída por matéria orgânica, mas uma percentagem de quase 50% é composta de materiais diversificados, como, entre outros, tecidos, vidros, borrachas, tintas, papel, alumínios, plásticos, matéria que, no seu total, gera um funesto impacto socioambiental, em especial quando é abandonado em lixeiras não controladas pelos organismos competentes.

Compete ao Estado criar condições para a reciclagem deste lixo, de forma a que o lixo seja depositado, por parte dos cidadãos, em contentores próprios e não em locais não catalogados para este efeito.

Trata-se de uma questão de consciência cívica que em Vila Cova está a ser posta em causa, perante o espetáculo degradante visível numa improvisada lixeira, junto à ETAR, em cenário a céu aberto. E, para cúmulo, esta ilegal lixeira está a ser aproveitada por gente de freguesias vizinhas, provocando no local uma situação, para além de inestética, perigosa para a saúde pública.

O Executivo da nossa União de Freguesias já foi alertado, por uma entidade competente ligada ao ambiente, para que tome medidas tendentes a impedir a utilização indevida de locais não autorizados para depósito de lixo, podendo, inclusivamente, ser penalizado pelo não cumprimento de diretivas inerentes a esta questão.

O Executivo da União de Freguesias, segundo informação que prestou ao Miradouro, assume a recolha de todo o tipo de eletrodomésticos, cabendo aos cidadãos, que os coloquem em desperdício, contactarem os serviços da União, sendo proibido que esses eletrodomésticos sejam abandonados junto aos contentores de lixo.

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 15 Março , 2019, 00:43

Convocatória R.C. 5-1.jpg

Convocatória R.C. 5-004.jpg

 

convocatoria relatorio e contas-002.jpg

convocatoria relatorio e contas-1(5).jpg

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 14 Março , 2019, 15:11

FB_IMG_1551820026930(1).jpg

O carnaval já lá vai, mas ainda é tempo, em jeito de rescaldo, de postar uma notícia sobe a participação de foliões carnavalescos, pertencentes à nossa União de Freguesias, no mega cortejo do Carnaval de Coja.

Lá estiveram, a dar movimento, graça e colorido, foliões de Vinhó (com o alerta para vespa asiática), de Casal de S. João (com o carro do moinho) A Família Brito, a residir em Coja, mas natural de Anceriz, e gente de Vila Cova, a atuar nos bombos de S. Nicolau dos Pardieiros.  

Ainda que no seio e organização de outra autarquia, o facto é que o chamado “corso” se tornou de impacto regional, o que dá azo à participação de pessoas de localidades, em especial as vizinhas a Coja.

A participação de cidadãos de nossa União de Freguesias é bem demonstrativa do contributo que outras localidades, fora do domínio administrativo de Coja, emprestam a este desfile.

E assim é que deve ser!

Chauvinismos, o que nada tem a ver com sentimentos identitários, nada abonam em prol do progresso autárquico e dos cidadãos, nos redutos territoriais em que se impõem e só afetam.

 

Texto: Nuno Espinal

Fotos: João Gonçalves

IMG_20190305_154409.jpg

IMG_20190305_163605.jpg

IMG_20190305_163637-001.jpg

 


comentários recentes
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Só para salientar o segundo golo do COJA é perfeit...
No Facebook está o vídeo do segundo golo caso algu...
Parabéns à Clarinha. Também tenho uma neta, que se...
Parabéns à Família. A bébé é Linda!Que tudo lhe co...
Adorei esta peça, obrigada por esta comedia e por ...
Março 2019
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11

17
18
19
20

24
28
30

31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds