publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 06 Novembro , 2018, 10:31

 

 

índice-001.jpg

 

No próximo dia 17 de novembro, pelas 21h30, “Os Gorgulhos” vão, pela primeira vez, pisar o palco da principal sala do concelho, o Auditório da antiga Cerâmica Arganilense.

Trata-se de um acontecimento revelador do reconhecimento que este Grupo de Teatro granjeou, consequência da qualidade das peças que apresenta e da excelente performance dos atores que o integram.

Para além do mais, a atividade dos Gorgulhos exterioriza-se ao seu próprio desempenho, já que, ao organizar um Festival de Teatro proporcionou, em Vila Cova, a representação de uma peça por um grupo de teatro vindo de Loures.

A caminho dos cinco anos de existência e com mais de dez produções inéditas, o grupo de teatro da nossa União de Freguesias, realizou já cerca de noventa espetáculos (dentro e fora do nosso concelho), para mais de dez mil espectadores, a quase totalidade de habitantes do concelho de Arganil.

Sempre com textos inéditos, da sua própria autoria, “Os Gorgulhos/teatro Na Serra”, a princípio só com dois atores, cresceu naturalmente, fruto do seu trabalho que, a cada peça, vem atraindo cada vez mais público e conta, hoje em dia, com cinco atores e dois técnicos de luz e som.

“Se calhar não é chá”, estreada em junho último, será a peça que irão apresentar no próximo dia 17 em Arganil. Uma comédia em tom de “revista” que conta a história de um professor “cientista” e do seu assistente, Giló, cujas experiências nunca dão bom resultado. Para ajudar à “festa”, a porteira do prédio, a Dona Paloma e a sua filha Alicinha desconfiam que algo de muito estranho se passa em casa do professor. E o que estará dentro daquelas garrafinhas coloridas?

Se calhar não é chá…

A não perder.  

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 06 Novembro , 2018, 01:51

45460967_586324068450651_6005948319581339648_n.jpg

 

A sorte anda arredada dos propósitos do Vilacovense. Mais um jogo em que a equipa teve bom comportamento, com algumas jogadas bem delineadas, mas sem a finalização adequada.

O campo sintético da equipa adversária não era o mais adaptado à nossa equipa, com falta de rodagem naquele tipo de piso, mas ainda assim exibiu bom futebol, com boa performance, tanto na defesa como no ataque.

Afastado que está o Vilacovense da Taça Inatel e com resultados que nada lhe têm sido abonatórios, há que, por parte dos adeptos, manter a confiança nos jogadores e prestar-lhes o maior apoio, na convicção de que outros resultado hão de surgir.

No próximo domingo o Vilacovense desloca-se a Seixo da Beira para defrontar, às 15 horas, a equipa do Vasco da Gama, na 4ª Jornada do Campeonato Distrital do Inatel.

 

Constituição da equipa:

 

Guarda Redes: Paulo Henriques;

Defesas: Luís Chainho (Mário Reis aos 45 minutos), Fábio Santos (capitão), Nuno Cruz e André Marques;

Médios: Ricardo Morgado, André Gregório (Tiago Jesus aos 65 minutos), Marco Gonçalves, Renato Reis e Lucas Vargas;

Avançado: Tiago Nunes (Raúl Bento aos 20 minutos).

 

Suplente não utilizado: Luís Tavares.

 

Golos do Pereira aos 5 minutos e aos 60 minutos

Golo doVilacovense aos 35 minutos por Raul Bento

 

Equipa técnica: Gonçalo Lobo; Bruno Alexandre Santos

Massagista: Fernando Figueiredo

Delegado: José Santos

 

 

Bruno Santos


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Novembro 2018
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

13
15
16

20
21
22
24

25
27
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds