publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 01 Agosto , 2018, 16:37

 

20180729_171909 - Cópia.jpg

 

No passado domingo, 29 de julho, no 1º Sabores da horta, em Anceriz, estive em palco com o Grupo Etnográfico da Santa Casa da Misericórdia de Vila Cova de Alva, composto, na sua maioria, por pessoas de respeitosa idade, com a finalidade de cantar algumas cantigas populares, com letras adequadas a Vila Cova, terminando com um tema original – A Marcha de Anceriz, propositadamente deixada para o final, prestando uma singela homenagem a esta terra da nossa União de Freguesias, que tão bem soube receber, todos (e foram muitos) os que no fim de semana passado ali se deslocaram.

Não sendo um grupo coral, longe disso e, habituados a outro tipo de actuação (danças de roda, cantadas, sem a presença de qualquer instrumento), o Grupo Etnográfico, para o “Sabores da Horta” resolveu interpretar algumas cantigas tradicionais.

Para tal e por impossibilidade do habitual ensaiador, fui convidado a ensaiar o grupo, o que aceitei com muito prazer, dentro das minhas limitações.

O principal objectivo, neste tipo de actividades, é que todos se divirtam, dentro da necessária disciplina e concentração.

Foi essa a mensagem que pretendi transmitir – Divertimento e concentração no “trabalho”, o que envolve o necessário esforço a que, todos, sem excepção, se entregaram com vontade e alegria.

Durante a actuação em Anceriz, senti o nervosismo mas também a determinação de todos – próprio de quem assume a responsabilidade com confiança no seu desempenho.

Por fim, reconheci em cada rosto, o sorriso único de quem consegue atingir o objectivo a que se propôs.

Por isso não podia  deixar de assinalar aqui o meu profundo agradecimento a todos os elementos do Grupo Etnográfico, pelo empenho, pela paciência, pela confiança que me concederam e pelo prazer e alegria com que encararam esta “aventura” de pôr um grupo de dança a cantar em mês e meio.

Não sendo artistas, comportaram-se como tal, no melhor sentido da palavra, assumindo e cumprindo com responsabilidade, como os Verdadeiramente Grandes.

Foi um privilégio que a todos agradeço

 

 

Silvino Lopes


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Agosto 2018
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
15
17
18

19
21
22
23
24
25

27
29
30
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds