publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 29 Junho , 2018, 21:36

35416821_2048010925525333_4259569043129761792_n.jp

Mais de uma vintena de jovens estão em Anceriz, integrados num processo educativo que é reconhecido como Aprendizagem Cooperativa. Trata-se de uma metodologia que foi concebida por dois irmãos norte americanos (os Jonhson) na qual estudantes trabalham juntos em grupos heterogéneos para resolver um problema, concluir um projeto ou algum outro objetivo pedagógico.

Ora, são estes estudantes que vão assistir, no domingo, a partir das três e meia da tarde, à representação da peça dos “Gorgulhos” “Se calhar não é chá”, no Salão da Casa do Povo, em Vila Cova.

A peça, que foi estreada há cerca de duas semanas, em Vila Cova, vai contar também com a presença, na condição de espetadores, dos nossos utentes do Centro de Dia.

Trata-se de uma comédia com cenas muito divertidas, para a qual incentivamos os vilacovenses, que ainda não tiveram oportunidade de assistir à sua representação, a comparecerem no Salão da Casa do Povo, a fim de usufruírem de momentos de boa disposição e muito hilariantes.    

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 25 Junho , 2018, 09:26

sjoao2 021.JPG

As cerimónias religiosas, alusivas à comemoração do Dia de S. João, cumpriram-se em conformidade com a tradição.

De manhã foi rezada, pelo Padre Daniel Rodrigues, Missa, às dez e meia, na Capela do Alqueidão, preenchida com cânticos do Coro Litúrgico da "Flor do Alva", a que se seguiu a Procissão, presidida pelo leigo António Santos,com saída da Matriz e o habitual percurso por ruas da aldeia.

À tarde, na Praça, a Filarmónica Flor do Alva tocou várias peças do seu reportório, sempre sublinhadas com fartos aplausos.

Ao que sabemos, não foi apresentada, como é tradicional, lista com nomes de mordomos para a Festa de S. João do próximo ano, por recusa de algumas das pessoas convidadas. Contudo, conforme nos foi comunicado pelo nosso colaborador Bruno Santos, a realização da Festa do próximo ano está assegurada, já que vários vilacovenses se voluntariaram para integrar o corpo mínimo de mordomos necessários.

 

Nuno Espinal

joao 005.jpg

 

sjoao2 002-001.JPG

sjoao2 003.JPG

 

 

sjoao2 004.JPG

 

sjoao2 006.JPG

 

sjoao2 008.JPG

sjoao2 012.JPG

 

sjoao2 016.JPG

sjoao2 023.JPG

sjoao2 027.JPG

 

sjoao2 032.JPG

sjoao2 041.JPG

 

sjoao2 043.JPG

 

 

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 24 Junho , 2018, 08:09

sjoao1 023.JPG

 

A lua, quase em fase de quarto crescente, numa noite de temperatura tépida, por certo ajudou a fazer crescer a vontade de uma ida ao Largo da Praça. E assim foi. A Praça encheu-se de gente, grande parte vinda de outras paragens, maioritariamente passiva nos contributos, que um “speaker” em palco incitava, a um “pezinho de dança”.

Não foram, de facto, muitos os que se incluíram na dança, mas a moldura humana presente na Praça, essa, foi abastada, o que terá sido muito compensador para os mordomos deste S. João 2018.

Mordomos que merecem os nossos Parabéns, não só pela boa organização demonstrada, mas, também, pela ponderação no programa apresentado, que se limitou ao “quanto baste”, sem os excessos de dias e conjuntos em alguns anos verificados.

Quanto à qualidade do cartaz apresentado, que na noite passada incluía “Gabriel” e os “Onda Centro”, aí, o autor deste texto remete-se ao aconselhamento de uma velha frase: “o silêncio é de ouro”, e isto porque “o povo é quem mais ordena” e “gostos não se discutem”.

Hoje é o epílogo da Festa: de manhã o domínio religioso a reinar, com a tradicional Missa na Capela do Alqueidão a que se seguirá a colorida Procissão em Honra de S. João. À tarde a nossa Flor do Alva em fechamento da Festa, com o seu também tradicional concerto joanino.

 

Nuno Espinal

 

sjoao1 015.JPG

 

sjoao1 024.JPG

 

sjoao1 033.JPG

sjoao1 010.JPG

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 21 Junho , 2018, 11:06

A pedido e pela utilidade de que se pode revestir para quem precise de emprego, publicamos o seguinte anúncio:

 

O Paraíso Do Alva Admite Funcionário:

 

35882313_1814746055230942_227451456427393024_n-001

 

Requisitos Principais: Sexo Masculino e Carta de Condução.
Curriculum
Contacto-Tlm:927354005 ou Email: ana-calinas@hotmail.com
Prazo de Inscrição: 30 de Junho de 2018

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 20 Junho , 2018, 09:15

sede 006.JPG

Praticamente tudo concluído.

Só falta a licença de utilização, que implica um processo burocrático que envolve várias entidades. 

Logo que obtida, o edifício será de imediato ocupado.

Melhores condições e, acima de tudo, outro conforto que são mais que merecidos e justos por parte de todos os nossos utentes.

 

sede 004.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 18 Junho , 2018, 12:31

35507759_2049377238722035_6300361099292180480_n.jp

 

O “Encontro de Teatro Amador”, que juntou em Vila Cova os Grupos “Os Gorgulhos” e o "Teatr’UP" de Pinheiro de Loures, realizou-se com grande êxito no último fim de semana no Salão da Casa do Povo.

E ainda que o grande mérito da realização desta iniciativa se deva aos “Gorgulhos”, louve-se o empenho e dedicação do Executivo da nossa Autarquia, o qual foi imprescindível para a realização do “Encontro”. Registe-se ainda a colaboração tanto da Instituição Casa do Povo, como da Santa Casa de Misericórdia, que disponibilizaram valias próprias para o bom êxito deste “Encontro”.

Todas estas Instituições estiveram representadas nos dois dias de exibições teatrais, tendo o Presidente da União, no encerramento do Encontro, tecido palavras elogiosas aos Gorgulhos e agradecido a presença do Grupo de Teatr’UP em Vila Cova.  

Também a Câmara Municipal de Arganil, associada que esteve à promoção deste evento, se fez representar no primeiro dia deste acontecimento pela vereadora da Cultura, Dra. Paula Dinis, que, convidada a subir ao palco, dedicou palavras elogiosas à iniciativa e destacou a importância cultural que a ação dos Gorgulhos significam no Concelho.

O Salão da Casa do Povo encheu-se na noite de sábado de um público ávido de assistir à exibição do Grupo de Teatro vindo de Loures, público que, por certo, deu por bem empregado o tempo que despendeu, perante os momentos de muita graça de uma história, escrita pelo reportado dramaturgo britânico Ray Clooney, cheia de peripécias, centrada num ato de bigamia de um taxista dividido entre as suas duas mulheres e respetivas residências.

O Teatro triunfou com a realização deste Encontro, superadas que foram as expetativas com a presença de tantos espetadores e afirmada que foi a qualidade destes artistas amadores que, no voluntariado da atividade performativa a que se entregam, se aparentam como verdadeiros profissionais, pela qualidade que se lhes reconhece e pelo apuro com que se empenham.

Parabéns a todos e um bem-haja muito justo e reconhecido aos “Gorgulhos”, em especial ao Silvino Lopes e à Fernanda Santana.

 

Nuno Espinal   

 

35475639_2049376745388751_4202076602315571200_n.jp

35463337_2049376602055432_48552363308351488_n.jpg

 

 

 

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 16 Junho , 2018, 20:28

35416821_2048010925525333_4259569043129761792_n.jp

 

Há muito da idiossincrasia de Silvino Lopes nos textos de teatro que escreve. E digo-o, sem qualquer vacilação, porque o conheço bem das andanças de muitos anos quando, em momentos que partilhámos, nos entregámos às “coisas” da música, do teatro e da dança.

Quanto me ri, com outros, das suas piadas, do seu espontâneo e arguto humor! Mas, longe de mim, nesses anos idos de vivências tão preenchidas, imaginá-lo como autor, muito conseguido, de textos de teatro, no género comédia.

E Silvino supera-se de texto para texto. Esmera-se, de peça para peça, ganha consistência no texto, aproxima-se, cada vez mais, do que o espetador gosta, do que o faz rir, do que o espetador compreende.

E há mais: nesta sua última peça emergem estereótipos que reforçam as caricaturas de figuras sociais: a mãe Paloma, ditadora, prepotente, mandona, a meter a filha numa redoma, que a torna, fruto dessa sociabilidade materna, infeliz, medrosa, sem capacidade reativa. O empregado doméstico, pau para toda a obra, submisso, desabafando às escondidas da sua má sorte, um falhado nas investidas amorosas. E o professor cientista, lunático, vocacionado a experiências de efeitos precários, nas combinações líquidas e químicas que inventa.

Momentos de muita graça, a que não faltam, num assomo de revista à portuguesa, cantorias bem obtidas pela criatividade de Silvino.

O naipe de atores, para além de Silvino Lopes, cumpre na perfeição.

Fernanda Santana não me surpreende, habituado a vê-la, noutros tempos, em palcos profissionais, com destaque para o TIL.

Acácio Simões tem uma graça natural, que o torna um ator cómico que valoriza muito o Grupo.

E Vera Filipa, a novel atriz do Grupo, só reforça a valia dos “Gorgulhos”, pela sua marcante presença em palco, pela sua muito vincada veia de comediante.

Mais um êxito. Parabéns aos “Gorgulhos”.

 

Nuno Espinal  


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 13 Junho , 2018, 21:29

SAM_1536.JPG

 

Sobre os Santos Populares, em Vila Cova, o de eleição é o nosso João Batista.

Mas, a globalização deu ao Santo António uma dimensão que o faz ser celebrado em tudo o que é sítio neste Portugal.

Vila Cova não foge a este regra.

Ora, foi assim que, para celebrar a data do Santo António, dia 13 de Junho, se realizou um almoço ao ar livre, no espaço exterior da Casa do Povo, com os tradicionais caldo verde e sardinha assada, ao som das músicas das marchas populares, que ainda incentivaram alguns dos nossos utentes à dança.

E, para os utentes que viveram em Lisboa, lá surgiram as memórias das marchas populares e a animação doutros tempos naquela cidade.

Não poderia também faltar a decoração usada antigamente: as flores de papel colorido e os balões, realizados pelos nossos utentes.

E pronto! Santo António já se acabou, agora que venha o nosso São João.

 

Mónica Ferreira

 

SAM_1542-001.JPG

SAM_1546.JPG

 

SAM_1538.JPG

 

SAM_1546.JPG

 

SAM_1522.JPG

 

SAM_1550.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 12 Junho , 2018, 22:26

35143836_10156574110914309_4564575909432000512_n.j

São três dias de Festa, com o domingo mais marcado pelo pendor religioso. Os ingredientes habituais e imprescindíveis, como a Quermesse e os tascos de comes e bebes, e os conjuntos a animar o pessoal e a incentivar o bailarico popular.

Na sexta, dia 22, o Grupo Banda Kappa é o grande cartaz do dia ou, melhor, da noite.

No sábado, o Conjunto Onda Centro  atuará a partir das dez e meia da noite,  para às onze meia dar lugar ao artista Gabriel e sua Banda. O Onda Centro torna ao palco à meia noite, proseguindo a sua atuação até de madrugada.

O domingo será preenchido com as manifestações religiosas da parte da manhã, estando a tarde reservada, a partir das cinco horas, à nossa "Flor do Alva", que encerrará o programa das Festas com que se honra o nosso S. João. 

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 07 Junho , 2018, 16:20

Se calhar não é chá(7).jpg

 

Programa:

 

Sexta-feira, 15 de Junho

21h30 – Abertura do certame

Estreia da peça “Se calhar não é chá” (comédia para todos) – Os Gorgulhos/Teatro Na Serra (Anceriz)

 

Sábado, 16 de Junho

21h30 – Apresentação da peça “Corre para a tua mulher” (comédia para adultos) – Teatr’UP (Pinheiro de Loures)

23h00 – Tertúlia (Música e poesia à conversa com os atores)

 

Corre para a tua mulher.jpg

 


comentários recentes
Adorei esta peça, obrigada por esta comedia e por ...
Faz sentido esta ideia da Aprendizagem Cooperativa...
sentimentos a sua família. dalila trindade costa p...
Parabéns à Flor do Alva pelo centenário que acaba ...
Visão esclarecida e preocupada de um preclaro cida...
parabéns Dª Lucília silva tudo de bom
também para si um bom ano novo senhor Nuno Espinal...
Obrigado, um bom ano também para si, Um grande abr...
Partilho, caro Espinal. Um bom ano, amigo
Na minha aldeia - Torroselo -, o leilão de oferend...
Junho 2018
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
14
15

17
19
22
23

26
27
28
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds