publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 18 Março , 2018, 20:57

passos 114.JPG

passos 127.JPG

 

passos 131.JPG

 

passos 132.JPG

 

passos 142.JPG

 

passos 152-001.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 18 Março , 2018, 20:49

passos 081.JPG

 

passos 092.JPG

passos 096.JPG

 

passos 102.JPG

 

passos 105.JPG

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 18 Março , 2018, 20:46

passos 157.JPG

A Igreja apinhou-se de fiéis e a procissão foi acompanhada por um número de pessoas há muito não visto em Vila Cova. Gente de Vila Cova, mas também vindas de outras localidades próximas, como Anceriz, Vinhó e Casal de S. João, marcaram presença para participarem e assistirem a todos os cerimoniais programados para este domingo na aldeia.

O Padre Daniel Rodrigues bem pode congratular-se, pois a sua iniciativa teve total correspondência por parte da comunidade da União de Freguesias de Vila Cova e Anceriz.

Quadros bíblicos da Paixão de Cristo foram representados por senhoras de Vila Cova, durante o diversificado cerimonial, que decorreu não só na Igreja Matriz, mas também nas ruas de Vila Cova durante a Procissão e no Largo da Praça, na evocação do “Encontro”, nas figuras de Verónica e das três Marias, com cânticos plangentes e de sentida emoção.

O “Encontro” de Nossa Senhora das Dores e do Senhor dos Passos decorreu num ambiente de dramatismo, sob o Sermão do próprio Padre Daniel Rodrigues.

Participaram nas cerimónias a Filarmónica Flor do Alva, que durante a Missa também se fez representar pelo seu coral litúrgico, e as Irmandades de Vila Cova, Vinhó e Anceriz.

No final, o Padre Daniel teceu elogios à forma como a comunidade se entregou a esta manifestação religiosa pascal, que já não se realizava em Vila Cova há uns quarenta anos.  

Foi ainda o Padre Daniel que exortou o Povo à aquisição de produtos à venda numa tenda à entrada da escadaria da Igreja, confecionados por senhoras de Arganil, com o intuito de receita reverter a favor de obras no teto da Igreja, o “mais bonito”, segundo as suas palavras, “de entre os do concelho de Arganil.

Em síntese e em comentário final pode referir-se que esta manifestação religiosa teve um impacto que superou de forma muito positiva as melhores expetativas e transmitirá ao Povo de Vila Cova uma outra força anímica que o ajude  ultrapassar todos os momentos difíceis porque nos últimos meses tem passado.

 

Nuno Espinal   

passos 024.JPG

 

passos 038.JPG

 

passos 048.JPG

 

passos 059.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 18 Março , 2018, 20:43

 

A Igreja apinhou-se de fiéis e a procissão foi acompanhada por um número de pessoas há muito não visto em Vila Cova. Gente de Vila Cova, mas também vindas de outras localidades próximas, como Anceriz, Vinhó e Casal de S. João, marcaram presença para participarem e assistirem a todos os cerimoniais programados para este domingo na aldeia.

O Padre Daniel Rodrigues bem pode congratular-se, pois a sua iniciativa teve total correspondência por parte da comunidade da União de Freguesias de Vila Cova e Anceriz.

Quadros bíblicos da Paixão de Cristo foram representados por senhoras de Vila Cova, durante o diversificado cerimonial, que decorreu não só na Igreja Matriz, mas também nas ruas de Vila Cova durante a Procissão e no Largo da Praça, na evocação do “Encontro”, nas figuras de Verónica e das três Marias, com cânticos plangentes e de sentida emoção.

O “Encontro” de Nossa Senhora das Dores e do Senhor dos Passos decorreu num ambiente de dramatismo, sob o Sermão do próprio Padre Daniel Rodrigues.

Participaram nas cerimónias a Filarmónica Flor do Alva, que durante a Missa também se fez representar pelo seu coral litúrgico, e as Irmandades de Vila Cova, Vinhó e Anceriz.

No final, o Padre Daniel teceu elogios à forma como a comunidade se entregou a esta manifestação religiosa pascal, que já não se realizava em Vila Cova há uns quarenta anos.  

Foi ainda o Padre Daniel que exortou o Povo à aquisição de produtos à venda numa tenda à entrada da escadaria da Igreja, confecionados por senhoras de Arganil, com o intuito de receita reverter a favor de obras no teto da Igreja, o “mais bonito”, segundo as suas palavras, “de entre os do concelho de Arganil.

Em síntese e em comentário final pode referir-se que esta manifestação religiosa teve um impacto que superou de forma muito positiva as melhores expetativas e transmitirá ao Povo de Vila Cova uma outra força anímica que o ajude  ultrapassar todos os momentos difíceis porque nos últimos meses tem passado.

 

Nuno Espinal   

passos 024.JPG

 

passos 038.JPG

 


comentários recentes
Mais um homem bom que nos deixa. Há tempo que não ...
A perda de um amigo e a amigo da minha família, de...
Publiquei um comentário sobre o meu tio Zé, não ch...
Tio Zé Torda , descanse em paz e que DEUS o pon...
Tio Zé Torda, descanse em paz e que Deus o ponh...
Caro Dr. NunoFoi sem dúvida uma tarde e uma noite...
Sinceros sentimentos pelo falecimento do Tó Man...
Não foi de Covid
DISTÂNCIA/SEPARATISMO DOS PARASITAS-HORRORIZADOS c...
Foi de Covid-19?
Março 2018
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

14

20
22
24

26
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds