publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 26 Dezembro , 2017, 00:08

IMG_4420.JPG

 

Entre o Natal vivido extra paredes residenciais e o Natal, quase por inteiro, vivido dentro de casas da aldeia, medeia um tempo de alguns anos.

Em Vila Cova havia a Missa do Galo, depois a reunião na Praça em torno do Cepo que mitigava o frio da noite, o cortejo de oferendas, a ocorrer no próprio dia 25, que culminava com o famoso leilão, com receita a reverter para a Igreja.

E havia povo, muito povo nas ruas.

Nos dias de hoje as ruas são um silêncio, um quase vazio mesmo, que contrasta com a memória de imagens dos Natais de outrora.

O cepo ainda arde, graças ao esforço de uns três ou quatro bravos. Mas, arde quase sozinho, de quando em quando com a companhia de um ou outro passante, mas não mais do que isso.

Houve a Missa Natalícia, celebrada por um padre missionário de Angola, o beijo ao Menino Jesus, ato com fortes ligações sentimentais ao passado.

Mas, aparte a manifestação religiosa, a intensidade natalícia teve o seu ponto mais marcante nos fartos repastos da consoada.

Uma curiosidade a reter: uma “Árvore de Natal”, frente ao edifício da Casa do Povo, com expressão de “Arte Modernista”. Pequenos troncos escurecidos pela queima dos incêndios a estruturarem-se em pirâmide, e adereços simbolizantes da natureza, compondo a figura de um simbolizado pinheiro, a suportar um mocho ali alcandorado.

Interessante esta imagem, a tipificar um tempo diferente.

 

 

Nuno Espinal

 

IMG_4413.JPG

 

IMG_4376.JPG

IMG_4383.JPG

IMG_4372.JPG

IMG_4379.JPG

 


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Dezembro 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

12
14
16

17
20

24
25
28
29

31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds