publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 20 Julho , 2016, 03:43

s500x500.jpgMal seria, neste tempo que vivemos de regozijo porque, finalmente, surgem as condições que permitem pormos em andamento as obras de ampliação do edifício do Centro de Dia, que não recordássemos quanto em dívida para sempre estaremos com quem, num gesto de extrema solidariedade, nos cedeu o espaço que permitirá que a ampliação se possa concretizar.  

Quantas vezes a ingratidão não começa no final de um gesto de benfeitoria? Infelizmente, a opacidade que envolve memória é frequente, até porque a própria sociedade de hoje, cada vez mais individualista, é propícia a este sentimento demasiadamente comum que é a ingratidão.

Porque queremos perpetuar a memória, pretendendo que o gesto desta doação seja para sempre recordado, prestamos uma vez mais o nosso agradecimento à pessoa do Sr. José Pedro d’Abreu Mesquita Leitão.

Caro Zé Pedro, ainda hoje tenho presente as palavras com que remataste o pedido que então te dirigi: "faço a doação do terreno atendendo aos objetivos a que se destina".

Um gesto de grande altruísmo e solidariedade a que poucos ou quase nenhuns se disponibilizariam.

Obrigado Zé Pedro.

 

Nuno Espinal

 


comentários recentes
Mais um homem bom que nos deixa. Há tempo que não ...
A perda de um amigo e a amigo da minha família, de...
Publiquei um comentário sobre o meu tio Zé, não ch...
Tio Zé Torda , descanse em paz e que DEUS o pon...
Tio Zé Torda, descanse em paz e que Deus o ponh...
Caro Dr. NunoFoi sem dúvida uma tarde e uma noite...
Sinceros sentimentos pelo falecimento do Tó Man...
Não foi de Covid
DISTÂNCIA/SEPARATISMO DOS PARASITAS-HORRORIZADOS c...
Foi de Covid-19?
Julho 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
16

17
19
22
23

25
26
29
30



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds