publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 01 Junho , 2016, 08:49

IMG_1357.JPG

O que surpreendeu, nesta sétima edição da “Mostra de Lavores e Sabores”, foi o elevado número de visitantes que acorreu ao recinto da Praça, apesar da chuva e do frio que nos três dias do certame foram sempre desmotivadores.

Este fenómeno atesta o êxito que a “Mostra” em si já é, êxito reforçado, este ano, por uma programação bem delineada e diversificada, nunca fugindo ao padrão de consagração da cultura especialmente regional e mesmo, quando não especificamente regional, sempre integrada no padrão da cultura tipicamente portuguesa.

Sendo uma manifestação cultural, a “Mostra” tem, nas ações que proporciona, gradações lúdicas, o que se revelou nesta última edição, desde a exposição de fotografia de Nuno Caetano, o teatro, da responsabilidade do grupo “Os Gorgulhos”, o próprio Grupo Etnográfico “Os Cantos e Danças das Rodas”, da Santa Casa de Misericórdia, até ao Grupo “Sons e Suadelas” um verdadeiro paradigma do modo de divertir e contagiar os espectadores.   

De permeio os ranchos folclóricos (o nosso carinho para com o rancho “As Flores” de Casal de S. João), as tunas e as filarmónicas, com uma palavra de grande afeto e respeito para com a nossa “Flor do Alva” e de admiração para com a Banda Arganilense, decerto, entre todas as do concelho, de um patamar superior.

Uma referência à gastronomia, apresentada pela nossa Santa Casa, com uma excelente "feijoada de polvo", e um não menos agradável “bacalhau frito em molho de cebolada”, para além do típico “bucho de Vila Cova”, e pela cozinha da associação entre a “Flor do Alva” e o “Vilacovense” com, entre outros pratos, um “rancho” muito saboroso.

Uma palavra para com as instituições que colaboraram nesta “Mostra”, com maior ou menor grau de participação, mas todas vitais para o êxito desta organização.

Por fim uma palavra de grande reconhecimento para com a “União de Freguesias de Vila Cova e Anceriz”, a organizadora do certame, e com uma referência especial para com o seu Presidente António Tavares, que de forma responsável, empenhada e democrática soube coordenar, sem praticamente máculas e perante as adversidades do mau tempo, exemplarmente toda a organização da “Mostra”. Sem ostentações, soube reconhecer em outros o valor que lhes julgou merecidos. E quando assim é a vontade de colaborar sairá reforçada.

Parabéns a todos, Parabéns Vila Cova.

 

Nuno Espinal

 

IMG_1506.JPG

IMG_1549.JPG

IMG_1558.JPG

IMG_1551.JPG

 

 

 


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Junho 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

16
17

19
20
22
23
25

27
28


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds