publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 10 Junho , 2015, 22:43

SAM_0589.JPG

Um inseto, não originário da Europa, tem atacado as palmeiras, que não resistindo ao mal que lhes causa, acabam por murchar e definhar. Temos assistido, em especial nas cidades e em jardins públicos, ao abate de muitas palmeiras, que têm sido vítimas de uma acentuada mortandade, por via do ataque desta peste.

E o mal das palmeiras já chegou à região, e não é assim tão recente. As palmeiras de Vila Cova que o digam. Ou, melhor: Os seus proprietários que o digam. É o caso de uma palmeira nascida e criada no jardim particular da casa do Sr. António Santos, localizada no Bairro do Carris. Atacada do mal, nada há a fazer a não ser o seu abate. Por uma questão de alerta e curiosidade, publicamos fotos que nos dão a imagem do causador deste flagelo: O inseto “Rhynchophorus ferrugineus”. Foi o próprio Sr. António Santos que nos motivou a este apontamento.

E se algo de útil pudermos fazer, fica aqui um aviso: palmeira que mostre sintomas deve ser ou tratada ou abatida. Pelo que fui informado, existe um tratamento através de um produto, que nem é barato, e que não garante a cura. Neste caso, quando a morte da palmeira está sentenciada, então a única solução é o seu abate. Evita-se assim que o inseto se propague e possa vir a atacar outras palmeiras.

 

Nuno Espinal

Fotos: Manuela Antunes

 

SAM_0593.JPG

SAM_0590.JPG

SAM_0594.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 10 Junho , 2015, 00:11

DSCF6004.JPG

Após a estreia em Vila Cova de Alva, Os Gorgulhos/Teatro Na Serra deslocaram-se no passado sábado a São Martinho da Cortiça onde, perante uma sala bem composta e uma plateia bem disposta, apresentaram o seu novo espectáculo “Bonifácio, O Sultão”.

Esta peça destinada a todo o público, com texto original de Silvino Lopes e encenação de Fernanda Santana, transporta-nos aos tempos em que, na região, habitavam povos árabes, envolvendo os espectadores numa divertida e movimentada história em que a música está sempre presente, com canções (também originais) que transmitem emoção e completam o espectáculo.

Mas o melhor é mesmo ir ver e disfrutar de um bom momento de teatro.

Para tal é só deslocarem-se a Anceriz no próximo sábado dia 13 de Junho onde, pelas 19 horas, na sala “improvisada” do Centro Sócio-cultural (na Liga de Melhoramentos), poderão assistir a “Bonifácio, o Sultão” – que tem entrada livre – e ainda saborear uma bela sardinha assada que estará à disposição no bar da Liga, logo após o espectáculo.

Apareçam

 

Conceição Martinho

gorg.jpg

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 09 Junho , 2015, 23:49

sem nome.png

A Flor do Alva já se mexe nas andanças do período de festas de 2015. Neste último domingo, Dia de Corpo de Deus, a filarmónica participou nas respetivas procissões, da parte da manha em Midões e da parte da tarde em Vila Cova. No próximo domingo vai estar presente, todo o dia, na Bobadela.


Fábio Leitão


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 08 Junho , 2015, 23:10

DSCF0783.JPG

DSCF0787.JPG

DSCF0785-001.JPG

DSCF0786.JPG

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 07 Junho , 2015, 16:04

unnamed.jpg

 

O Abílio Pinto vive um momento feliz. A felicidade chama-se Clara, a sua neta. Sente-se essa felicidade no sorriso aberto com que da neta fala.

Dos acontecimentos que envolvem a neta, nestes primeiros meses de vida, vai-nos dando conhecimento, com tamanho entusiasmo que nos toca e sensibiliza. Agora foi o batizado da Clarinha.

E, da nossa parte, estaremos sempre prontos a partilhar estes momentos de euforia e felicidade do nosso velho e querido amigo.

O batizado foi no Sameiro, em Braga. E lá está o nosso Abílio com aquele sorriso aberto e sincero que sempre lhe conhecemos. Caro Abílio: Um grande abraço de todos nós, os da Malta, com os desejos sinceros das maiores felicidades para a “nossa” Clarinha.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 06 Junho , 2015, 22:26

cartaz-2.jpg

 

Ora aí está, prestes  a agitar a pacatez da terra, a famosa "festa em honra de São João", que, para além do momento religioso, marcado para o dia 24, conforme a tradição, oferece, nesta edição de 2015, seis dias de festa e da rija.

Senão. vejamos:

Dia 19, sexta, abrem-se as portas dos festejos com música ambiente e quermesse, que de resto funcionará todos os dias de festa. A partir das 22 horas o grupo musical JOVISOM, para o "baile" a preceito.

Depois, já sábado, para além dos jogos tradicionais, que terão lugar da parte da tarde, teremos à noite, a partir das 22 horas uma grande banda: MP3. Mas a festa de sábado não acaba aqui porque entra noite dentro, para além da 1 da matina, com a "festa da espuma" e com a DJ "Bandida".

O programa de domingo, dia 21, não fica atrás dos referidos nos dias anteriores: À tarde, a partir das 18 horas,  atuação da "Estunina", uma tuna da Escola Superior de Oliveira do Hospital, e à noite, com início às 22 horas, subirá ao palco o famoso grupo "DAGIRO".

Segunda, dia 22, a noite promete divertimento com karaoke, com som do Panda Karaoke.

Terça feira, depois de uma sardinhada às 20 horas para vilacovenses e amigos,  sobe ao palco, a partir das 22 horas, a banda MH5.

Já terça, dia 24, o momento religioso da festa, devotamente consagrada a São João: Missa campal na Capela do Alqueidão, seguida de procissão com a devoção manifesta nos vários andores de santos entre os quais sobressai, po ser o seu dia, o de São João. Depois, à tarde, no largo da Praça, atuação da nossa "Flor do Alva" e às 18 horas sorteio das rifas e entrega dos prémios dos jogos tradicionais.

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 03 Junho , 2015, 23:39

jan.jpg

 

Gráfico de distribuição etária

 

Tem corrido uma tese de que, muito proximamente, no Concelho de Arganil, a diminuição do número de idosos atingirá valores tais que deixam de justificar a existência de Instituições de Solidariedade Social.

Não comungo tanto dessa tese, já que, a avaliar pelos dados do censo de 2011, o número de idosos, na faixa etária com mais de 75 anos, tenderá sim a aumentar, não só percentualmente mas, e é este índice que mais importa registar, em números absolutos.

Os idosos que recorrem atualmente às IPSS(s) situam-se, na sua quase totalidade, numa faixa etária que suplanta os 80 anos de idade.

Ora, a grande maioria dos vilacovenses residentes à data do último censo (cerca de 70%), situa-se na faixa etária entre os 40 e os 80 anos, com um peso muito significativo entre os 60 e 65 anos.

É, pois, lógico perspetivar que, nos próximos trinta anos, os serviços de Centro de Dia e Apoio Domiciliário da Santa Casa de Misericórdia de Vila Cova tenham indiscutível imprescindibilidade na nossa Freguesia.

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 01 Junho , 2015, 23:30

005.JPG

 

Na minha condição de Provedor da Santa Casa apresentei hoje, aos utentes e trabalhadoras da Instituição, Fernanda Santana que passará a prestar serviço, em horário parcial, na área do entretenimento. Esta ação acontecerá três vezes por semana e pretenderá afirmar-se como um estímulo aos nossos idosos da sua vida mental, afetiva e até física.

Há já todo um programa elaborado, ainda que a dinâmica venha a ditar quais os principais campos a explorar na área da diversão.

Fernanda Santana é atualmente atriz dos “Gorgulhos”, atividade com que tem alcançado grande êxito, por certo na senda da sua experiência no teatro, já que foi atriz no TIL e representou papéis esporádicos em séries de televisão.

Nesta sua atividade de animadora será acompanhada, por vezes, pelo seu companheiro, Silvino Lopes, também ele ator dos “Gorgulhos”, além de músico, com experiência de alguns anos em grupos musicais, da área da música popular portuguesa.

 

Nuno Espinal

 

003.JPG

 

002.JPG

 

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 01 Junho , 2015, 22:05

 

006.JPG

 

Em uma das recentes edições do “Miradouro” publiquei um comentário em que enaltecia a pessoa do Padre Dr. Rodolfo Leite, salientando as obras em que se empenhou na Igreja Matriz.

De entre as obras que referi apontava o “empedrado” com que o espaço circundante da Igreja estava a ser coberto. Ora, em abono da verdade, a obra citada foi patrocinada na íntegra, e conjuntamente, pela União de Freguesias de Vila Cova e Anceriz e ainda Pela Câmara Municipal de Arganil. A errada informação que me chegou, prestada por um residente em Vila Cova, atribuía a iniciativa da realização desta obra ao Padre Rodolfo, sendo o seu custeamento suportado pela Fábrica da Igreja. De facto a realidade não é esta. E porque assim é há que repor a verdade. E prestar uma homenagem à União e à Câmara que, em boa hora, se decidiram à realização de uma obra de tão grande valia para a Igreja e a população. Parabéns pois a estas instituições autárquicas. Os meus sinceros aplausos e muito, sentidamente, as minhas devidas desculpas.

 

Nuno Espinal

009.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Junho 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11

16
18
20

27

28


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds