publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 29 Janeiro , 2015, 21:57

No final do jogo com o Pomarense, disputado em Pomares, que levou uma boa assistência ao campo, era grande a indignação de jogadores e treinador do Vilacovense. Não tanto pelo resultado da partida, de resto sem influência nos interesses desportivos de cada uma das equipas. O que pôs os jogadores em polvorosa foi, sim, o desleixo e incompetência do árbitro, com erros de arbitragem incompreensíveis.

Eis o rol a considerar:

-Demora no inicio do jogo de uma hora devido ao atraso da equipa de arbitragem.

-O primeiro golo do Pomarense é obtido na sequência de uma falta em que o árbitro dá a indicação de livre indireto. Entretanto, a bola entra na baliza do Vilacovense sem que ninguém lhe tocasse. Logo o golo não poderia ser validado.

-Em um lançamento lateral, a favorecer o Vilacovense, um nosso jogador fica isolado. O árbitro interrompe a jogada alegando um fora de jogo. Ora, de acordo com as regras, não existe fora de jogo no momento de um lançamento lateral.

-Na 1ª parte o jogo em vez de terminar no mínimo aos 40 minutos, após o apito inicial do árbitro, terminou ao minuto 36.

-No segundo tempo foram assistidos dentro do campo três jogadores, com as paragens de jogo consequentes, tendo o árbitro dado um prolongamento, para além dos 40 minutos regulamentares, de mais 4 minutos. Ora o jogo acabou ao 39º minuto para além do início da etapa complementar, havendo assim um défice de menos 5 minutos no tempo de jogo que deveria  ter sido jogado.

São erros demasiado grosseiros, a instigarem a sua denúncia pela incompetência e desleixo evidentes.

Sabemos que não podemos exigir destes árbitros capacidade igual (bem longe disso) à que é exigida a árbitros do futebol profissional. Mas há limites. E nestes limites estão o respeito que jogadores e adeptos merecem.

  

Ficha do Jogo Pomarense 2/Vilacovense 1

 

Constituição da equipa:

 

Guarda-Redes: Sérgio;

Defesas: Diogo Poço, Sérgio (bagaço) e Mário Reis;

Médios: Jorge Reis (capitão) Bruno Lopes, Pedro Miguel, João Correia e Renato;

Avançados: Luís Carlos e Paulo Ribeiro.

 

Substituições:

 

Aos 40 minutos saiu Luís Carlos e entrou Pedro Abreu;

Aos 60 saiu João Correia e entrou Rodrigo;

Aos 80 saiu Pedro Miguel e entrou Tó-Zé Brito.

 

Suplentes não utilizados:

 

Fábio Santos, Bruno Santos, Tó-Zé, Nelson Amaral

 

Massagista: Fernando Figueiredo

 

Treinador: António Pereira

 

Delegado: Rui Lourenço

 

No próximo domingo, pelas 15 horas o Vilacovense disputará em casa o ultimo jogo do Inatel 14/15 campeonato, recebendo a equipa do S. Martinho da Cortiça.

 

Nuno Espinal/Fábio Leitão


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Janeiro 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
17

20
21
24

31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds