publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 21 Agosto , 2014, 20:17

É com grande mágoa que participamos o falecimento, em Lisboa, da Srª. Dª Maria Isabel Dias Alves, viúva do Sr. Fernando Vicente Alves, natural de Vila Cova.

A Srª. Dª. Isabel Alves, tinha 89 anos de idade e faleceu na sequência de um AVC.  Ainda recentemente, conjuntamente com os filhos, nomeadamente a Sr. Dª. Adelaide Alves Brassard e do Sr. Fernando Vicente Alves, doou um imóvel, localizado em Vila Cova, à Santa Casa de Misericórdia local.

Apresentamos à família as nossas muito sentidas condolências.

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 21 Agosto , 2014, 00:46

 

 

Há cerca de cinquenta anos, nos famosos verões de Vila Cova, os “lisboetas”, como então eram chamados os que visitavam a aldeia nos períodos de férias, tinham por hábito, de entre as suas iniciativas, organizar um passeio em viaturas próprias, quase sempre com destino à Serra da Estrela.

Muniam-se do seu farnel e aí iam eles, em caravana de uma vintena de automóveis, prontos a passarem um dia em família, na companhia de amigos e a usufruírem momentos de inesquecíveis convívio e alegria.

À semelhança desses tempos, este ano, um grupo dos da “malta”, em veraneio na nossa Vila Cova, organizou-se para uma passeata, ainda que o principal destino da rota estabelecida se fixasse no Piódão. Em tudo o mais, nada de diferente, vingando o mesmo espírito companheiro e amigo.

Foi um dia de excelente convivência, de tal modo que esta jornada deixou um sabor de saudade, ao ponto de ser  desejo dos da "malta", repeti-la, em cada ano, provavelmente sempre no mês de Agosto.

Um pormenor a destacar: a “performance” do nosso extraordinário Manuel Fernandes, que viveu alguns anos em terras da Serra do Açor, quando sacerdote, e transmitiu conhecimentos preciosos dos usos, costumes, vivência e história daqueles lugares serranos, nomeadamente Piódão e Foz d’Égua.   

Uma curiosidade: alguns de nós, eu próprio me incluo de entre esses, participaram nos passeios do passado, organizados pelos nossos pais, tios e até avós. E (as voltas que a vida dá) houve até os que, desta vez, já levassem filhos. E põe-se a hipótese de no futuro levarem netos. Ao todo, nem mais nem menos (basta contar) do que cinco gerações.

Como o tempo voa!...

 

Nuno Espinal 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Agosto 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13

17
19
20
22

25

31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds