publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 11 Julho , 2014, 18:01

 

 

Coimbra, ontem, encheu-se. De lua, em noite aprazível, e de gente, em jornada, para muitos, de fé. Milhares e milhares de pessoas saudaram, ao longo de horas, em percurso entre os Mosteiros de Santa Clara e de Santa Cruz, a Rainha Santa Isabel, Padroeira de Coimbra, Rainha de Portugal.

Um fenómeno, esta Rainha Santa Isabel, pela devoção sincera de toda uma cidade. Impressionante os aplausos que a imagem, imponente no andor que se passeia em ruas e praças da urbe, recolhe dos milhares que à procissão acorrem.

Mas, afinal, aplausos a uma mera imagem?

A questão aqui só tem uma resposta. A Rainha Santa está viva e existe para os que a aplaudem, para os que a veneram, para os que a devotam. Não é só um símbolo e um facto ou acontecimento da história. Para os que têm fé, a Rainha Santa é alguém que os ouve, alguém que os vê. A Rainha Santa, para esses, é alguém que existe, algures, mas que existe.  

Uma afirmação de crença na imortalidade. Imortalidade, ainda que a prorrogativa possa ser só de eleitos: Aqueles que, no dizer de Camões, “da lei da morte se vão libertando”.

Isabel, Santa, que ouve, dos crentes, as preces e sente e acolhe pedidos. Os cumprimentos de promessas bem o comprovam. Podemos não os compreender, mas temos de os respeitar. E respeitar a esperança daqueles que à Rainha Santa recorrem.

Ontem, em Coimbra, os corações de esperança foram muitos.

Ao arrepio desta esperança, o orador (padre) de serviço, no Largo da Portagem, proclamou o pessimismo, em discurso de tom anti-político ou anti-políticos, mas, pelo exacerbamento, a vingar a antítese do sentimento, dos crentes, reinante. Podemos ser críticos, mas não perder o sentido da construção, da tolerância e da esperança. Assim, o deve dizer a Igreja. Assim o diz o Papa Francisco.    

 

Nuno Espinal  

 

 

 

 

 

 

 

 


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Julho 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

18
19

24
26

27
29


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds