publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 06 Julho , 2014, 16:14

 

 

 

Em Coimbra comemora-se a Rainha Santa Isabel. Num dos eventos dos festejos, uma jovem ofereceu-me uma rosa. Ao cheirar a rosa, do aroma surgiu-me uma imagem: O altar principal da Igreja Matriz da nossa Vila Cova. Qual o porquê desta sinestesia? É simples. No mês de maio, em Vila Cova, o Padre Januário rezava diariamente o terço. O altar enchia-se de rosas, o aroma enchia o templo. Eis a razão da associação.

 

O dia hoje, em Coimbra, está chuvoso. Mas, naquele mês de maio, de há uns sessenta anos, brilhava o sol. Em Coimbra, hoje, brilha o sol.

 

Nuno Espinal

 


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Julho 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9

18
19

24
26

27
29


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds