publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 19 Maio , 2014, 21:23

 

 

AX’XISTO MUITO ESTRANHO

Teatro Infantil

Peça representada por “Os Gorgulhos/Teatro na Serra”

 

Surpresa, de todo, não foi. Mas, para mim, se surpresa não foi, tenho de admitir que superou as expectativas. Superação e em grande.

Conheço o Silvino Lopes há anos, há muitos anos mesmo, e já lhe conhecia as capacidades nas coisas das artes. Tocámos num mesmo conjunto, tornou-se um viola baixo de mérito, evoluiu e muito na sua poesia, sempre o apreciei nos seus dotes de ator. Agora, como autor de peças de teatro, desconhecia-lhe o talento.

E eis que os prova com um texto que nada fica atrás de muitos dos famosos da nossa praça. Parabéns pois Silvino. Foi mesmo em grande!

Quanto à Fernanda Santana, sua companheira na vida, foi um repetir do seu saber como atriz, quando no TIL representava. Parabéns também.

A peça que a todos agradou, forneceu às crianças ensinamentos de astronomia, sensibilizou-as para questões da Natureza. Didatismo e interação com os mais pequenos, aplausos autênticos dos mais crescidos e aí está um contributo dos “Gorgulhos/Teatro na Serra: uma boa mais-valia nesta “V Mostra de Sabores e Lavoures”.

Continuem pois, caros Silvino e Fernanda. E eu, que vos convidei a esta aventura, sinto-me feliz e orgulhoso com o vosso êxito.

Aposta ganha!

 

Nuno Espinal

 

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 19 Maio , 2014, 08:48

 

Como escreve, em título, José Luís-Ferreira, no folheto dedicado à exposição de pintura de Jorge Fernandes – “quando, em pintura, o amor é declarado”.

Nada melhor, que estas breves palavras, para dizer quase tudo do que transpira da pintura de Jorge Fernandes.

Amor à pintura, amor aos temas que pinta, amor na razão do que pinta.

Vila Cova é-lhe tema de eleição.

Citando ainda José Luís Ferreira: “Em odes á Natureza. Poemas à sua Terra. Com a ternura plasmada. O autógrafo dos seus óleos. Bafejados por um amor filial”.

Jorge Fernandes é já nosso. Assim o dizem os da “Malta”. Assim o devem sentir os Vilacovenses.

 

Nuno Espinal

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 19 Maio , 2014, 07:40

 

Apesar do calor e mesmo com o jogo da final da Taça que envolvia o Benfica, houve boa assistência em todos os acontecimentos que se sucederam ao longo da tarde de domingo. Atuou o Rancho Folclórico “Raízes de Sobral Gordo”, grupo formado por componentes residentes na zona de Lisboa, mas que tem marcado presença em todas as edições da Mostra, e que constitui sempre um momento de alta qualidade na expressão da nossa música e dança populares.

Outra presença indispensável nas “Mostras” é a do grupo folclórico de Casal de S. João “As Flores”, conduzido pelo Sr. Arménio Santos e que domingo, uma vez mais, fez uma atuação que recolheu os maiores aplausos pela qualidade com que se exibiu.

Por fim, como é habitual no encerramento da “Mostra”, marcou presença a nossa Filarmónica “Flor do Alva”, dirigida pelo Maestro Ricardo Calado, que brindou os Vilacovenses com uma atuação de excelente nível.

 

Nuno Espinal  

 

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 19 Maio , 2014, 00:30

 

 

 

 

 

 


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Maio 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9

14
15

24

27


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds