publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 10 Dezembro , 2013, 18:02

Quando se relembrarem 2 anos após o desaparecimento físico do Professor João Alves das Neves, a aldeia do Pisão (Coja) assistirá ao lançamento daquela que será a obra mais emblemática à qual este pisaense se dedicou: a Revista Cultural da Beira Serra – ARGANILIA.

No dia 12 de Janeiro de 2014 e pelas 15 horas será feita a memória de João Alves das Neves com uma romagem ao cemitério de Coja, seguindo-se meia hora mais tarde e na extinta escola primária do Pisão a apresentação do nº26 da revista ARGANILIA, agora dirigida por Nuno Mata.

Depois de tantos números em que João Alves das Neves homenageou e enalteceu figuras da região, o vice-director da revista decidiu dedicar-lhe esta edição que conta com depoimentos de Portugal e do Brasil, para além de artigos acerca de temáticas tão apreciadas pelo fundador da revista e por todos quantos a seguem há 22 anos.

Os textos de Alexandre Cerejeira, António Lambertini, António Lopes Machado, Beatriz Alcântara, Carlos Francisco Moura, Dalila Teles Veras, Francisco Seixas da Costa, Idalina da Conceição Gomes, Isabel Murteira França, Ives Gandra da Silva Martins, José C. da Silva, José Dias Coimbra, Lina Alves Madeira, Maria Beatriz Rocha-Trindade, Nuno Mata, Paulo Veiga, Raul Francisco Moura, Regina Anacleto, Rui Fernão Mota e Costa, Teresa Rita Lopes e Tereza Cristina Vitali enriquecem as 198 páginas deste número, onde consta uma interessante fotobiografia do autor e outras curiosidades.

João Alves das Neves dedicou quase toda a sua vida à cultura, nomeadamente à lusofonia, com particular destaque para as relações Luso-Brasileiras, a cultura e identidade da Beira Serra e o estudo de Fernando Pessoa. Foi colaborador de diversas publicações, inscrevendo o seu nome em dezenas de títulos, professor universitário e redator no prestigiado jornal Estado de S. Paulo, para além de outras valências em outros tantos desempenhos.

Será, julgamos, um precioso momento de recordação de um dos grandes vultos intelectuais da Beira Serra, mas também o cimentar do projecto ARGANILIA que teima em permanecer vivo. O evento conta com a colaboração da Comissão de Melhoramentos e Beneficência do Pisão que quis associar-se a tão sentida data.

 


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Dezembro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

19


29
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds