publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 10 Setembro , 2013, 18:33

Desde sábado passado, está internada nos HUC a Srª Dª Cecília Vicente, na sequência de um AVC. Recordamos que o marido, Sr. António Pais, já há algum tempo também permanece internado num dos Hospitais da Universidade de Coimbra, tendo sido inrevencionado cirurgicamente, após uma queda em que fraturou o fémur.

Desejamos aos dois as melhoras e fazemos votos para que regressem no melhor estado de saúde possível a Vila Cova.

Com a ausência do casal, cada um com a idade de 82 anos, da sua residência, a Rua da Ribeira fica sem quaisquer moradores, o que é revelador do estado demográfico em que Vila Cova se encontra. 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 08 Setembro , 2013, 23:57

 

Ainda há quem se apegue à tradição e saúde a procissão com colchas à janela. Mas do que esta festa já foi poucos são os sinais. Apenas a manifestação religiosa, essa sim, com muita participação de povo. O Padre Rodolfo Leite presidiu à missa, que teve início às três da tarde, e à procissão, com o andor de Nossa Senhora da Natividade a ser conduzido pelas ruas da povoação.

Depois era suposto haver concerto da filarmónica. Mas não. Uns três ou quatro passo-dobles, interpretados de pé pelos executantes e conduzidos por José Santos em substituição do maestro Ricardo Calado, ausente por estar em lua-de-mel.

Poucos assistentes e cerca das 6 da tarde e festa estava consumada.

 

 

NE

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

 

 

 

 

 

 

 
 

 

 

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 08 Setembro , 2013, 09:09

Ontem, sábado, o atual maestro da “Flor do Alva”, Ricardo Calado, fez um importante acrescento no teor do seu “currículo de vida”: o seu matrimónio.

Parabéns, pois, e que nesta nova etapa da sua vida seja muito feliz com a esposa Olga.

A Flor do Alva associou-se à festa e, colhendo os noivos de surpresa, dirigentes da Filarmónica deslocaram-se à quinta onde decorria o copo de água a fim de deixarem uma pequena lembrança, em nome da Instituição, evocativa deste memorável dia.

Que sejam muito felizes!

 

Fábio Leitão


 

 


 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 06 Setembro , 2013, 23:40


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 05 Setembro , 2013, 20:22

 

Hoje sim, já senti um certo prenúncio outonal. A temperatura do ar amornou, ainda que o dia tenha sido solarengo, com ralas nuvens a cortinar suavemente o sol.  

A noite foi de trevas, com trovadas contínuas e grossa chuva a rodos.

O sol a despedir-se, em línguas de fogo.

Um cheiro bucólico de terra molhada.

Aqui e ali, montículos de lenha vão dizendo o resto.

 

Nuno Espinal

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 04 Setembro , 2013, 23:13

As manifestações de solidariedade endereçadas ao Sr. Raúl Caetano são indicadoras de que se trata de uma pessoa estimada, muitas delas vindas do Barril de Alva, localidade onde presta serviço como trabalhador dos serviços autárquicos.

Podemos informar todos os amigos do Sr. Raúl Caetano de que muito brevemente terá alta hospitalar e, salvaguardados cuidados específicos relacionados com o seu caso clínico, o seu estado de saúde estará perfeitamente controlado. Regozijamo-nos por isso.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 03 Setembro , 2013, 20:44

 

 

Um desmaio e posterior diagnóstico de uma anemia, implicaram o inernamento hospitalar, nos HUC, do Sr. Raúl Caetano, onde ficou em observação. 

Desejamos-lhe rápidas melhoras.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 01 Setembro , 2013, 22:26

Flor do Alva: Foto de arquivo

 

O Sr. António Antunes informou-nos sobre um decreto do governo que institui o dia 1 de Setembro como o dia nacional das bandas.  Agradecemos-lhe a informação e enviamos os parabéns a todas as bandas filarmónicas portuguesas, com especial realce à nossa Flor do Alva.

A este propósito recordo um excerto de um apontamento que já publiquei no Miradouro, sobre um comentário, já lá vão cerca de trinta anos, de Zeca Afonso, de quem era amigo, (grande privilégio meu), sobre a importância das bandas filarmónicas.

Então, escrevi o seguinte:

 

“Um dia (em conversa com o Zeca) vieram à fala as minhas origens. Vila Cova lá a meti na conversa, claro. E era inevitável: a Flor do Alva também. Foi então que Zeca Afonso comentou: “Sabes? Tenho uma grande admiração por Filarmónicas. São uma verdadeira escola de música. As únicas que o povo tem ao dispor. A grande maioria dos portugueses não sabe ler uma pauta de música. E a grande percentagem dos que o são capazes de fazer é nos meios rurais que os vamos encontrar. E isso deve-se às Filarmónicas”.

 

 

Nuno Espinal


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Setembro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12

15
19
20

22
27



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds