publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 18 Setembro , 2013, 22:03

 

 

Estão abertas inscrições para um curso de formação “Formação pré-transversal”, de 75horas, financiado pelo POPH, no âmbito da tipologia 6.1. – Formação para a inclusão, a ser ministrado nas instalações do edifício do Centro de Dia da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Vila Cova de Alva.

Este curso é dirigido a pessoas em situação de exclusão social, nomeadamente, jovens e adultos em situação ou risco de exclusão social, grupos de risco (ex-toxicodependentes, ex-reclusos, beneficiários de Rendimento Social de Inserção, Desempregados (longa e muito longa duração).

Não tem limite de escolaridade.

Regalias: Bolsa de formação, subsídio de alimentação e de transporte (quando aplicável) manuais e recursos didáticos acesso a ferramentas tecnológicas, certificado internacional.

Inscrições na Secretaria da Santa Casa de Misericórdia.

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 17 Setembro , 2013, 19:22
 

Uma Simples mas comovente homenagem foi domingo prestada aos Bombeiros Pedro e Patrícia pela Junta de Freguesia de Barril de Alva.

Fez precisamente no dia 15 de Setembro um ano, que a sirene do quartel dos Bombeiros Voluntários de Côja suou e passos apressados e viaturas dos bombeiros em movimento se fizeram sentir no quartel, pois algum incidente tinha acontecido.

Incêndio florestal em Barril de Alva.

Desloquei-me de casa para o quartel, solicitado pelo eco da sirene e pela mensagem enviada do quartel no meu telemóvel.

Apressei-me a verificar o que era necessário, deslocando-me à central ouvindo de seguida pelas comunicações rádio que algo de mau tinha acontecido, sem sequer saber com quem e o que teria acontecido, mas pela voz embargada e aflita do Oficial Pedro Trindade, algo de grave contrariou a actuação daquela equipa.

Solicitadas ambulâncias para o teatro de operações, o meu coração e o meu pensamento avisavam-me que as chamas do inferno provocaram a desgraça.

Desloquei-me para Barril de Alva numa viatura de transporte de água de grande capacidade, estacionando junto ao cemitério daquela localidade.

Vi nos olhos dos meus colegas as lágrimas que lhe molhavam o rosto, e os abraços entre eles como sinal de conforto por algum motivo que eu ainda não sabia.

Fez-se silêncio…Morreu a Patrícia…

O mundo desabou, o sol perdeu a cor, o meu coração batia tão rápido sem descansar.

Sube ainda que o Pedro Brito estava desaparecido.

De nada se sabia e se tinha sobrevivido, até alguém alertar que tinha surgido em situação muito grave mas com uma enorme força de contrariar a traição que o fogo que pregou, atravessando as chamas que lhe viriam a tirar essa mesma força já no hospital… Sete dias depois partiu para o céu…

Ainda não nos tinhas levantado do regaço da tristeza e angustia pela perda da Patrícia e nova espada trespassou os nossos corações com a morte do Pedro.

Interroguei-me porquê, porque tinham eles merecido isto se apenas estavam a defender o que nada era deles e nada com isso ganhavam.

As respostas não surgiram, apenas ganhei mais força ainda para continuar o trabalho que estava a desenvolver pois o fogo não esperava e consumia tudo o que apanhava pela frente, e chorando rezei por eles, tendo a certeza que partiram sorrindo fazendo aquilo que gostavam…SEREM BOMBEIROS. Apenas lhe peço, que no céu rezem por mim e por todos os seus colegas, para que sejamos sempre protegidos das chamas do inferno.

Descansem em Paz.

 

João Manuel Borges Gonçalves

      (SUB-CHEFE)


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 16 Setembro , 2013, 22:45

 

 

Acabámos de receber a notícia do falecimento da Srª. Dª. Albertina Fonseca (afetuosamente conhecida por Albertinita), de 85 anos de idade. Encontrava-se em estado de saúde muito debilitado, no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, onde veio a falecer.

Era mãe do Sr. Fernando Fonseca.

Apresentamos à família as nossas condolências.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 16 Setembro , 2013, 22:12

Fez ontem, domingo, um ano que perdeu a vida, num fogo florestal, nas imediações do Barril de Alva, a bombeira da corporação de Coja Patrícia. Dias mais tarde, e ainda vítima desse mesmo incêndio, perderia a vida o bombeiro Pedro Brito.

Um momento de grande comoção para as gentes da região que lhes tributarão um reconhecimento eterno.

Esse mesmo reconhecimento foi ontem prestado no Barril de Alva, em cerimónia que faremos eco na nossa edição de amanhã.

Entretanto, ainda ontem em Coimbra, a direção da Académica – OAF prestou homenagem aos bombeiros voluntários de Coimbra e Brasfemes , no intervalo do jogo que opôs a equipa da Briosa ao Belenenses, tendo a receita do jogo revertido a favor daquelas duas corporações.

 

NE


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 14 Setembro , 2013, 14:43

Faleceu esta manhã nos CHUC (Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra), para onde tinha sido transferido há poucos dias em estado muito grave, o Sr. Porfírio Augusto, de 83 anos de idade, pai das Srªs. D.ªs Glória Lourenço e Deolinda Silva.

Apresentamos à família as nossas condolências.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 14 Setembro , 2013, 14:40

 

 

Hoje, dia 14 de setembro, a Filarmónica Flor do Alva está a participar nas Festividades em Pessegueiro (Pampilhosa da Serra) em Honra de Nossa Senhora de Lourdes.

 

Fábio Leitão


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 13 Setembro , 2013, 19:54

Data: 20/10/2013

Horário: 10h- 12h Treinos

14h Inicio da Corrida

 

Pista:

Inicio: capela do Alqueidão

Fim: estrada n 342

Extensão: 800m

Tipo de Piso: Liso

Curvas: 7

Curvas Técnicas: 5

Inclinação: 10%/20%

Protecções: Natural/ artificial

Risco: Médio /alto

Descida: Cronometrada

Mangas: 2 p/Participante (a soma das 2)


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 13 Setembro , 2013, 19:50

 

 

O desejo antigo do autor de produzir um trabalho escrito acerca da Associação Filarmónica Progresso Pátria Nova de Coja concretizou-se, depois de um quase “agora ou nunca” da Presidente da Direção, Sílvia Tavares.

Desde 1992 que Nuno Mata se dedica a “desenterrar” aspetos históricos de Coja e da região envolvente, por entre outras incursões de investigação noutros pontos de país e chegou a vez de tratar da filarmónica cojense que, afirma no livro, é o mais antigo agrupamento filarmónico do concelho, instituição que chegou a liderar e da qual é hoje Presidente da Mesa da Assembleia Geral.

Ao longo de mais de 200 páginas, com ilustrações e fotografias desde 1938 aos nossos dias, Nuno Mata conta histórias de Coja e da sua banda de música, sem a pretensão de apresentar a História da instituição que tão apaixonadamente acarinhada foi ao longo da sua vetusta existência e que ainda hoje conta com o entusiasmo da população que acorre sempre que a sua Música toca. Diz que são 20 histórias e momentos  aos quais se juntaram as mensagens da Presidente da Direção e do Maestro e Coordenador Artístico da Filarmónica, Daniel Gonçalves.

Não é possível historiar verdadeiramente e com pormenor as primeiras décadas, porquanto a documentação é escassa ou mesmo inexistente e a oralidade encontra-se já corroída pelo tempo ou nebulada pela proximidade de pessoas e acontecimentos. Porém e mesmo com estas limitações, crê o autor que com este trabalho a História de Coja ganha mais algumas páginas das muitas que estão por escrever ou reescrever. Uma vez mais o autor sublinha a importância de A Comarca de Arganil (potenciada que está com a digitalização e a sua acessibilidade online) como fonte fundamental e imprescindível para qualquer trabalho histórico, uma vez que o que o tempo e a incúria fizeram desaparecer dos arquivos das coletividades guarda-se nas páginas deste jornal. E foi das páginas do nosso jornal que se recolheram muitos dos dados e algumas das imagens apresentadas.

O trabalho será publicamente apresentado no próximo dia 6 de Outubro, em Coja, com hora e local a informar oportunamente, inserido num encontro de antigos (e atuais) dirigentes e executantes da banda cojense, encontro esse que se quer como um ponto alto de tão venerável existência.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 11 Setembro , 2013, 18:40

 

 

O Miradouro informa em 1ª mão que a corrida de carrinhos de rolamentos que se disputa em Vila Cova, em 20 de outubro, terá como pista a descida da estrada que liga a Capela do Alqueidão à estrada nacional 342, que vem de Coja em direção a Vila Cova.

Será uma descida vertiginosa, com 5 curvas técnicas, com alto índice de dificuldade e que promete muita emoção.

A direção da prova, que tem a coordenação do Sr. Luís Brasileiro, dará conta, sempre que julgue oportuno, ao Miradouro de todas as informações mais pertinentes em relação à realização desta prova.

 

Nuno Espinal

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 11 Setembro , 2013, 17:57

Venho expor o meu agradecimento pela surpresa agradável que a Banda Filarmónica Flor de Alva me proporcionou, neste momento tão importante na minha vida. Este momento não só foi apreciado emotivamente por mim e pela minha esposa Olga Marques como por todos os convidados presentes. Um muito obrigado.

 

 

Ricardo Calado


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Setembro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12

15
19
20

22
27



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds