publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 19 Julho , 2013, 00:13

 

Escuridão de que provenho,

Amo-te mais do que à chama

Que limita o mundo

Enquanto brilha

Para qualquer círculo,

Fora do qual nenhum ser sabe dela.

 

Mas a escuridão aperta tudo a si:

Figuras e chamas, animais e a mim,

Tais como os arrebata,

Homens e potências.

E pode bem ser que qualquer força imensa

Se mova ao pé de mim.

Eu creio em noites.

 

Rainer Maria Rilke (poeta alemão)

 

Foto: NE (Bairro de S. Sebastião, Vila Cova de Alva)


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 17 Julho , 2013, 23:10

Corria o ano de 1956 e o mês de Agosto. A Comarca de Arganil publicava mais um apontamento sobre a homenagem ao Padre Januário. Com o título “Desperta grande interesse a ideia de se prestar homenagem ao Pároco de Vila Cova, Barril e Anseriz”, o desenvolvimento da notícia foi assim:

 

Vila Cova do Alva - Não é só, afinal, a nossa terra. É a região inteira que acolhe jubilosamente a iniciativa de se prestar homenagem à figura bondosa e simples do Padre Januário Lourenço dos santos, por todos conhecido.

A homenagem está marcada para 8 de Setembro próximo, dia em que perfazem 14 anos sobre a vinda de tão estimado sacerdote para esta região.

Constará de cerimónias religiosas da parte da manhã, na Igreja desta freguesia e à tarde sessão solene, durante a qual serão entregues a esse pioneiro do Bem as chaves de um automóvel tão preciso na pastoreação de três freguesias.

Aqui publicamos hoje a lista daqueles que, espontânea e generosamente, têm contribuído, a todos patenteando a nossa gratidão:

Albertino Correia Madeira, 2000$00; António Inácio Alves Correia de Oliveira, 100$00; Augusto Sinde Pinto, 50$00; D. Maria Rebelo Arnaut Fróis, 20$00; Eduardo Filipe, 1000$00; José Gabriel Nunes, 100$00; Dr. Vasco de Campos, 100$00; Afonso Augusto Fernandes, 50$00; Adelino de Almeida Teixeira, 1000$00; Dr. José Antunes Leitão, 1000$00; Albino de Figueiredo, 100$00; Dr. Mário de Aguiar, 50$00; António Francisco Gaspar, 100$00; Anónimo, 100$00; Fernando dos santos Ribeiro, 50$00; Alfredo Valentim dos santos Leal, 50$00; Albertino Ferreira, 50$00; Constantino da Costa Simões, 250$00; Elísio Ferreira, 100$00; Sebastião Mendes Ferrão, 100$00 e Alberto Bernardo Simões, 50$00. A transportar 6.420$00.

 

(Recolha da Comarca de Arganil por Nuno Espinal)

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 15 Julho , 2013, 15:57

 

 

Está internado nos Hospitais da Universidade de Coimbra, em recuperação de uma intervenção cirúrgica, na sequência de uma queda em que fraturou uma perna, o Sr. António Nunes.

Desejamos-lhe rápido restabelecimento.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 14 Julho , 2013, 15:23

 

 

A D. Alice Costa Gouveia faz hoje,  dia 14 de julho, 85 anos. A maior prenda que teve foi decerto a presença da filha Isabel e da neta Cristina, vindas expressamente de Lisboa para acompanharem a mãe e avó neste dia.

Ainda assim quis partilhar o seu aniversáriocom os demais amigos do Centro de Dia. Apagaram-se as velas do bolo e cantou-se o habitual “Parabéns a Você”.

Parabéns Dª. Alice!


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sábado, 13 Julho , 2013, 22:04

 

Caneiro de Coja: O travo de um bom tinto, um pôr-do-sol sublime… e a magia

aconteceu! 

 

   

 

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 12 Julho , 2013, 01:52

Tarde de quarta-feira, esplanada em Coja.

Discute-se política e alvitra-se o conteúdo da decisão de Cavaco. Todos coincidentes: Cavaco vai dar aval à proposta de Governo de Passos.

E pronto! Leitores que somos de literaturas da política, ouvintes das “quadraturas de círculos” e quejandos, reforçados no veredicto das nossas formações académicas e ainda nas sabedorias colhidas em tertúlias fervilhantes de pseudo-intelecto, damo-nos como certos e infalíveis.

Alguém, aos poucos, se vai aproximando, ar patusco, um “cromo” do burgo.

“Eu bem ouvi o que os doutores estão aí a dizer. Mas estão enganados. O Cavaco vai dizer não ao Passos e ao Portas. Tenho a certeza. Vocês não o viram na Igreja dos Jerónimos? Eu bem o vi na televisão. Passou por eles e não lhes ligou nenhuma. Sabem o que isto quer dizer? É só isto. Vai-lhes dar a nega!”

Um de nós interrompe-lhe a tagarela:

Pronto, já deste a tua opinião, agora vai-te, se quiseres passa ao balcão e diz que tens uma cerveja paga. Vá lá, desaparece!

E lá se foi…

O gaijo é burro, não é de ligar, diz alguém.

No dia seguinte os mesmos, na mesma esplanada.

E o cromo, a passar, olhar de soslaio, sorriso de chacota, a dardejar:

Eu é que sou burro?

Desta vez fui eu que lhe paguei uma cerveja. E sentei-o à mesa.

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 09 Julho , 2013, 23:23

 

Foto de arquivo de Nuno Espinal: O padre Januário em convívio, com um garrafão nas mãos. Da esquerda para a direita: Sr. João de Figueiredo, Eng. Silvestre Leitão, Sr. Fernando Gabriel, meus primos Alfredo Ribeiro e José Pinto (de todos os da foto o único que é vivo) e meu avô Quinzinho.

 

De todos nós, os mais velhos, o Padre Januário Lourenço dos Santos faz parte das nossas memórias mais significativas e dos nossos mais saudosos afetos. Aqui fica um apontamento publicado na Comarca de Arganil nº 4.526, de 7 de Julho de 1956, (assinado por Aiaco) em que se noticiavam as qualidades do bondoso Sr. Prior e se noticiava a campanha de angariação de fundos para compra de um carro para as suas “lides sacerdotais”.

Eis o apontamento:

 

Há iniciativas saídas do bom povo da nossa Beira que nos enternecem, tal a sua singeleza e significado. Esta vinda a lume no número de A Comarca de Arganil do passado dia 26 é das que nos obrigam a sair do nosso mutismo, para vir publicamente aplaudi-la, dar-lhe o máximo do nosso entusiasmo e ainda a nossa contribuição.

Bem merece, dos naturais da nossa freguesia, o rev. Padre Januário Lourenço dos Santos, essa homenagem. Só quem não o conheça, quer no exercício do seu sacerdócio, que bem espinhoso é, quer na convivência particular a que a todos nos habituou – pode ficar indiferente a tal iniciativa. Não é propriamente dito a oferta do automóvel que se projeta fazer para as lides sacerdotais que as três paróquias requerem; é, sobretudo, o reconhecimento dos naturais das três povoações, que veem no rev. Padre Januário Lourenço dos Santos não só o amigo sincero, mas também o pároco zeloso, Todos veem nele um amigo, um conselheiro e um inteligente e bondoso pastor da religião católica.

E, nós, porque o conhecemos, apressamo-nos a dar o nosso inteiro aplauso a tão feliz como significativa iniciativa.

À disposição da comissão fica desde já a nossa oferta de 100$00 e fazemos votos para que todos os paroquianos do rev. Padre Januário Lourenço dos Santos, quer sejam ricos, pobres ou remediados, quer sejam de Vila Cova, Barril ou Anseriz, contribuam com o seu donativo, para que no próximo dia 8 de Setembro, todos unidos, possam provar ao nosso pároco quanto o estimamos e como estamos reconhecidos pela sua missão benfazeja nas nossas terras.

Desconhecemos se já está formada qualquer comissão para levar a efeito tão justa homenagem, mas se ainda não estiver, pedimos vénia para alvitrar que a mesma seja constituída por representantes das freguesias de Vila Cova, Barril e Anceriz, os quais, por sua vez, agregariam a si as pessoas que entendessem e, todos juntos, formariam então a comissão central.

 Aqui fica o alvitre e o nosso aplauso.

Que ninguém deixe de colaborar.


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 08 Julho , 2013, 22:55

Estou em Vila Cova desde ontem, Domingo. Precavido dos tórridos calores que nos abrasam, tenho-me refugiado em casa.

De resto, a idade já me coíbe de eventuais veleidades de desprezo à canícula.

Confortado na fresquidão do interior das paredes (antigas) de pedra, recebi, hoje, a visita de uma funcionária do Centro de Dia que, no seu périplo de entrega dos almoços do “apoio domiciliário”, aproveitou o giro e trouxe-me uma papelada para assinar.

Quando lhe abri a porta senti um estrondoso e duplo baque pelo bafo infernal do exterior e pelo seu ar afogueadíssimo, como de alma penada. Pouco mais me disse que isto: Ui, que calor!

E lá se foi e eu, na fresquidão da casa, cá me fiquei. Mas dei por mim a pensar: Uma profissão que não é fácil e um ordenado mínimo em retribuição.

Sim, já sei! Quantos, no contexto atual, não desejariam estar no lugar dela, quantos não desejariam, apesar de tudo, esta profissão!

É verdade. Mas, também é verdade que muitos, por pouco mais ou até por quase nada, recebem chorudos e apetrechados euros.

E os que recebem milhões em provados crimes de corrupção? Sim, claro, todos pensamos no caso” BPN”. E não só, é bem de ver.

E ei-los a banharem-se em águas de locais paradisíacos, com negócios frutuosos em Cabo Verde e outras paragens.

Hoje um ex-ministro chinês foi condenado à morte, por ter desviado, nas suas funções governativas, cerca de oito milhões de euros.

Não sou pela pena de morte acreditem. É um princípio para mim capital. E mais: Na minha ideologia o princípio é, impreterivelmente, irrevogável. Irrevogável mesmo!

Mas, permitam-me o contradito: Do chinês não tenho pena! Ainda que reconheça o azar que o homem teve. Mesmo um grande azar: Não ter sido ministro em Portugal!

A esta hora, porventura, estaria no Brasil, apetrechado de atrativos dólares e ostentando, entre dedos, um cubaníssimo charuto, enquanto outros dedos viajariam nos espaços ondulantes de um escultural corpo, propriedade de uma “ boazona” fêmea.

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 07 Julho , 2013, 02:02

Cara Margarida Rosa

Permita-me esta ousadia de a tratar tão informalmente, sem a conhecer. Mas, este Miradouro, sítio de encontro de todos os que amam Vila Cova e são amigos dos nossos amigos, é um local solidário e, por isso mesmo, nos leva a ser informais.

Não podia deixar passar este seu gesto tão simpático sem que lhe demonstrasse o apreço que o mesmo me causou. Apreço e emoção ao constatar que neste Portugal tão maltratado por alguns, ainda existem pessoas de grande coração. Sim, porque ser amigo dos animais é também condição de ser humano que se preze.

Bem-haja pois por este exemplo que nos deu. Aceite, com a maior das humildades da minha parte, o meu mais profundo reconhecimento. Mais uma vez, BEM HAJA.

Quim Espiñal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 07 Julho , 2013, 01:59

 

 

Hoje, domingo, dia 7 de Julho, a nossa Filarmónica irá participar nas Festividades em Galizes, em Honra de Nossa Senhora da Visitação.

 

Fábio Leitão

 


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Julho 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11

16
18

23
26

28


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds