publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 01 Março , 2013, 19:54

 

 

A mão do artista (Jorge Fernandes) aditou motivos para o encantamento deste recanto. Em fim de tarde, ainda o sol, radioso e a mitigar o frio dos últimos dias, me fixava ao local.

E por efeito mágico, os chilreios musicados vindos das seculares árvores que a pique descem até ao Alva, como se multiplicavam, redobrados pelos dos passaritos vivificados no empedrado da fonte.

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 01 Março , 2013, 19:50

O tempo não se conta, só se vive.

Passa por nós sem nada nos dizer.

Por onde andaste tu? Onde é que eu estive?

Apenas entretidos a viver…

 

Silvino Lopes


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Março 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

12
15


27
30



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds