publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 23 Janeiro , 2013, 23:51

De uma "Comarca de Arganil" de fevereiro de 1963, sacámos esta divertida notícia:

 

Há dias, no sítio denominado “A Fraga”, apareceu uma raposa. Foi dado o alarme e logo os caçadores desta vila se prepararam, de espingarda na mão, para fazerem duas “caçadas”. – à raposa e aos ovos, chouriços e outras coisas que recebem quando abatem alguns daqueles animais, oferta esta feita pelos proprietários das galinhas.

A raposa, apesar de matreira, julgou que escaparia não saindo de uma silveira onde se havia metido. Por isso preferiu lutar com alguns cães dentro do seu esconderijo e não saiu para não se expor às descargas dos caçadores.

Foi então que, atraídos pelo barulho que se fazia dentro da silveira, os caçadores foram presenciar o que se passava. O primeiro a chegar foi o Sr. Carlos Loureiro Jorge que, entregando a espingarda a um companheiro que estava próximo, entrou na silveira com grande dificuldade, embora, por esta ser muito fechada, agarrou a raposa à mão e entregou-a viva, só com uns ligeiros ferimentos sofridos na luta.

Feito isto deram a volta a esta vila, com o bicho vivo, para recolherem os tão apetecidos ovos e chouriços, fazendo, assim, uma animada “patuscada”.


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Janeiro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

15
19

24



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds