publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 16 Novembro , 2012, 20:41

Assembleia Geral da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia, para apreciação e deliberação da Proposta de Orçamento para o ano 2013, marcada para dia 24 de Novembro às 14 horas. 

publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 15 Novembro , 2012, 16:28

 

O “Caneiro no Salgueiral” Óleo sobre tela - Dim. 50x70 de Jorge Fernandes


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quinta-feira, 15 Novembro , 2012, 15:42

Chegou-me agora a informação (estou em Coimbra) de que ontem, cerca das 15 horas, ocorreu em Vila Cova, no troço da estrada da zona da Meda, um acidente resultante de um choque entre uma viatura automóvel conduzida pela Dr.ª Lígia Fernandes, que seguia no sentido de Coja e um motociclo conduzida pelo Sr. José Pinto Carvalho que, na sua profissão de carteiro, entrava em Vila Cova para fazer a habitual distribuição de correspondência.

Do acidente há a lamentar, para além de danos tanto na viatura automóvel como no motociclo, ferimentos no Sr. Pinto de Carvalho, nomeadamente uma fratura da tíbia e perónio numa das pernas.

O ferido foi imediatamente conduzido aos Hospitais da Universidade de Coimbra pelo 112, tendo a GNR de Arganil tomado conta, no local, da ocorrência

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 14 Novembro , 2012, 19:14

publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 13 Novembro , 2012, 21:02

Há dias, numa conferência a que assisti em Coimbra, o Professor Adriano Moreira suscitava, em apelo à reflexão dialética, o confronto entre “o poder da palavra” e “a palavra do poder”. De entre as duas condições qual a mais considerada e prevalecente?

As respostas alternarão consoante as análises e as ideologias de cada um. Mas, parece ser consensual que, no Portugal de hoje, se a “palavra do poder” prevalece “o poder da palavra”, entendida esta condição como discurso credível, é mais desejado.

Ou seja, a palavra dos políticos institucionais, governo ou oposição, é a mais ouvida, por sustentação mediática. E os seus discursos revelam o status quo da situação social e económica em que o país mergulhou. Neles o povo, há muito, deixou de se rever.

O que se quer é um outro discurso, uma outra palavra, uma palavra de verdade, uma palavra mobilizadora.

Este fim de semana em Vila Cova alguém, saquito ao ombro, em caminhada íngreme para o “espinhal”, me dizia:

-Sabe do que é que isto precisava? De outro Salazar. Esse sim, endireitava isto…

Fiquei sem pinga de sangue e não tive “poder da palavra” que o persuadisse…

 

Nuno Espinal


publicado por Miradouro de Vila Cova | Domingo, 11 Novembro , 2012, 23:11

 

Mota: Treinador/Jogador do Vilacovense

 

 

Iniciou-se hoje a época de futebol do Inatel e o Vilacovense, na sua estreia, foi buscar um ponto ao campo do Vasco da Gama de Candosa.

Jogo disputado com correção, ainda longe dos níveis exibicionais que se esperam daqui a algumas jornadas.

A equipa do Vilacovense apresentou muitas caras novas relativamente à época transata, com um acento de juventude bem acentuado.  

Com os mais veteranos, que transitam da época passada, o Vilacovense poderá apresentar este ano uma equipa com mais pulmão e que poderá fazer um campeonato com regularidade e melhor nível exibicional, no decorrer dos vários jogos da sua série.

No jogo de hoje o Vilacovense foi superior na primeira parte, com várias oportunidades das quais só concretizou uma, tendo na segunda parte diminuído o seu caudal ofensivo, proporcionando aos adversários alguma superioridade no meio campo, apesar desta circunstância não ter facultado aos visitados qualquer ocasião de golo flagrante.

Aceita-se o resultado, ainda que, no cômputo dos noventa minutos, se algum vencedor fosse encontrado, a verdade do jogo ditaria que esse deveria ser o Vilacovense.

 

 Nuno Espinal

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 09 Novembro , 2012, 18:09

Faleceu ontem, dia 8, nos hospitais da Universidade de Coimbra, a nossa utente do Centro de Dia, Sr.ª. Dª. Maria Alice Pedro Leal, residente na Digueifel, viúva do Sr. Diamantino Simões, de Vila Cova.

Apresentamos à família as nossas condolências.

 

 

 

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Sexta-feira, 09 Novembro , 2012, 16:07

 

 

Ponto um: Vibrei ontem com a vitória da minha Académica. No Estádio Cidade de Coimbra, lá estive entre os que nunca regateiam apoio à sua Briosa. Foi um jogo de grande entrega por parte dos jogadores da “preta”. Vitória justa, reconhecida pelos próprios adversários. contra um Atlético de Madrid, atual detentor do título da Liga Europa e 2º classificado no campeonato corrente em Espanha. Uma vitória que jamais esquecerei.

 

Ponto dois: A “Mancha” é inexcedível no apoio à sua Académica. Do princípio ao fim de qualquer jogo, eles lá estão, sem se calarem um segundo, em slogans e cânticos de ânimo à equipa. Ontem mais uma vez foram extraordinários a ponto de deixarem os espanhóis boquiabertos. Um adepto do Atlético no final do jogo comentou-me mesmo. “Con una animadora, como la tuya, siempre hay un jugador más.” Por isso, mais uma, vez nota vinte para a “Mancha”, que em termos de apoio não tem rival em Portugal.

 

Ponto três: Um único senão à “Mancha”. Aquela exibição de três enormes tarjetas, com referências aos nossos João I, D. Nuno Alvares Pereira e Batalha de Alfarrobeira eram, a meu ver, completamente dispensáveis. Porquê, nos tempos de hoje, aquela manifestação pseudo bélica.

 

Ponto quatro: Sou um convicto iberista. Sempre o fui e, na conjuntura atual, muito mais se justifica esta minha opção. Sem renegar o meu nacionalismo, julgo que os povos, até por uma razão dos seus interesses, devem unir-se e não dividir-se. Para além de razões históricas e genéticas, que consubstanciam o meu iberismo, nós portugueses, nos tempos de hoje, até precisamos dos espanhóis, já que aEspanha é o principal parceiro comercial de Portugal. Trata-se, afinal, de um mercado que tem assumido uma importância crescente para as empresas portuguesas, decisivo, mesmo, para o desenvolvimento sustentado da economia portuguesa.

 

Ponto cinco e último: Repito: Vibrei com a vitória da minha Académica. Mas no fim abracei com carinho um adepto do Atlético de Madrid.

 

Viva Portugal, Arriba España, Viva a Ibéria.

 

 

Nuno Espinal

 

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 07 Novembro , 2012, 22:36

 

Um artigo de uma Comarca de Arganil, de 20 de Maio de 1958, encimado por uma foto panorâmica da aldeia, ponte e zona do salgueiral, tem como título “Vila Cova de Alva – terra de beleza que deseja progredir cada vez mais”.

 

O artigo, de autor anónimo, faz uma primeira referência às belezas naturais da aldeia, com menções laudatórias, entre elas “Como Vila Cova é linda!” ou “Dir-se-ia que o Criador prodigamente desfolhara irisadas flores, lá do céu, e, num gesto todo poderoso, as transformara em matizados tapetes que vão além, em ondas onde a vista balança e se deleita.”

 

Destaca depois a riqueza dos monumentos de Vila Cova, para distinguir por fim um tema bem mais pragmático: O Progresso que vinha marcando Vila Cova nos últimos anos. Diz então:

 

“Do ponto de vista do progresso, alguma coisa se fez desde há uns vinte anos atrás.: telefone, luz elétrica, água, esgotos, posto de socorros/…/as obras da Igreja Paroquial, levadas a efeito pela persistência e dedicação do nosso pároco, o Sr. Padre Januário Lourenço dos Santos, e o alcatroamento da estrada.”

 

Por fim a alusão ao futuro: “Pensa-se agora na construção de um edifício para a Casa do Povo.”

 

O edifício fez-se como tudo se ia fazendo. Tempos de gente de têmpera e de grande amor à sua terra.

 

Nuno Espinal

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Terça-feira, 06 Novembro , 2012, 18:00

 

A 1 de Dezembro está marcada Assembleia Geral da Sociedade Filarmónica Flor do Alva, para a eleição dos Orgãos Sociais para o biénio 2013/2014. Aguarda-se que surja lista (ou listas) candidata.


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Novembro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
17

19
23

26


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds