publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 24 Setembro , 2012, 10:44

É com a maior consternação que informamos que faleceu ontem, em sua casa, a Srª. Dª. Mariete Vieira Lourenço, casada com Albano Lourenço. A Srª. Dª. Mariete Lourenço encontrava-se já há algum tempo doente, tendo-se o seu estado de saúde agravado nos últimos dias.

Desconhecemos ainda as data e hora do  funeral, estando dependentes da vinda de dois filhos seus que se encontram em África.

Apresentamos à família as nossas mais sentidas condolências.

 


publicado por Miradouro de Vila Cova | Segunda-feira, 24 Setembro , 2012, 08:47

 

Pouco ou quase nada existe gravado da história das milhentas aldeias que povoam o nosso Portugal. Vila Cova, contudo, é exceção. Há registos coevos e houve dois importantes homens que, por meados do século passado, pesquisaram, sistematizaram dados e deixaram informação sobre a história de Vila Cova de Alva. São eles os Srs. Padre Januário Lourenço dos Santos e Carlos Gabriel. Ainda um outro nome que merece referência: O do Sr. Benjamim Leitão.

 

Outros há, já num plano de elaboração académica, a quem muito devemos na aquisição de conhecimentos e de registos históricos da nossa “terra”: Professora Doutora Regina Anacleto, Drs. Nuno Mata, Victor Cardoso e Maria Teresa Pinto Mendes.

 

O Miradouro, ainda que noutro registo, vai tentando contribuir para que a História Social de Vila Cova, dos últimos anos, (e o social é quase o todo da história da terra) da “lei da morte se liberte”.

Fotos, apontamentos do quotidiano e do passado, comentários, eis um acervo que permanecerá para o futuro. 

 

Vila Cova tem de permanecer com a sua história. Pelo que é hoje, pelo que será no futuro, pela importância que teve no passado. Claro, importância relativizada à dimensão do concelho.

Eis, a propósito, um apontamento que repescámos de um “Ecos do Alva” de 1990:

 

Segundo o cadastro da população do Reino, realizado em 1527 por ordem de D. João III, Vila Cova tinha 89 fogos, Vinhó 7, Casal de S. João 4, Barril 10. De notar que Arganil tinha 96 fogos, Coja 83 e Anseriz 43.

 

Nuno Espinal


comentários recentes
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
O post anterior é assinado por mim Nuno Espinal
Não estive presente no jogo e nunca afirmo o que n...
Setembro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14

20

23
28



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds