publicado por Miradouro de Vila Cova | Quarta-feira, 19 Setembro , 2012, 22:25

 

A chamada “educação formal” é sempre um reflexo das ideologias dominantes, pelo que o seu conteúdo instrutivo é modelo dos regimes políticos em vigência.

A propósito, vêm à baila os manuais escolares, ao tempo em que a Dª Anita era professora na velha escola de Vila Cova.

Já lá vão 50 e até mais anos.

Os livros impostos, livros únicos, eram uma apologia aos “pobrezinhos e honrados”, às “virtudes do trabalho”, a “Deus, Pátria e Família” a “Salazar, Salazar, Salazar”, ao “servir, respeito e obediência”, aos “ feitos históricos e heroicos dos portugueses” e por aí fora.

Em especial os Livros de Leitura e da História de Portugal davam-nos a ideia de uma dimensão de Portugal, no Mundo, que criava às crianças a ilusão de um peso que o país estava muito longe de possuir. Ilusão, essa, que a muitos acompanharia para o resto da vida.

Anos passados, após a primária, e já instruído por outros saberes, permitiu-me o período de férias uma estada em Vila Cova.

Já, então, a televisão era vista num ou noutro café, no cinzentão de notícias a preto e branco difundidas. E, amiúde, lá vinha à fala dos jornalistas do telejornal a questão da “guerra fria”: Rússia, Estados Unidos, Kennedy, Kroutchev, ONU, etc.

Ora, quis o acaso que em determinado dia me pusesse à conversa com o Sr. José Martinho, homem amigo, franco, simples e leal.

Não descortino o porquê, mas recordo que o Sr. José Martinho, a certa altura, me disparou com esta:

 

-Sabe que a América e a Rússia estão quase a entrar em Guerra, não sabe?

-Oh Sr.  Zé, se o amigo o diz…

-E sabe porque é que ainda não entraram?

-???...

-Estão à espera de saber para que lado é que Portugal cai…

 

Fiquei sem argumentos e a conversa, com um aperto de mão amigalhaço, por ali ficou.

 

O Sr. José Martinho já não pertence ao mundo dos vivos. Mas viveu com uma convicção que lhe deu sempre grande orgulho: Ai de quem com Portugal se metesse!...

 

Nuno Espinal


comentários recentes
O meu profundo sentir á minha querida amida Sra D....
os azulejos lhe davam valor e beleza. muito perdeu
Pode publicar. Achamos importante que o faça. Obri...
É uma informação muito importante.Espero que não s...
O texto relaciona.se, de facto, com minha tia e ma...
Sim, de facto Maria Espiñal, minha tia, era escrit...
Minha Mãe sempre me disse que a madrinha dela era ...
Uma foto lindíssima.
Olá :)Estão as duas muito bonitas.Ainda bem que a ...
PARABÉNS à nossa FILARMÓNICA!
Setembro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14

20

23
28



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds